ALGARVE POLÍTICA ÚLTIMAS

Mais de metade das câmaras com novos rostos em 2013

Nove dos atuais presidentes de câmara na região do Algarve estão impedidos por lei de se recandidatarem nas próximas eleições autárquicas, previstas para outubro do próximo ano.

Mais de metade dos presidentes de câmara no Algarve não pode voltar a candidatar-se nas eleições do próximo ano, devido à lei que limita ao máximo de três anos os mandatos que um presidente pode desempenhar no mesmo município.

Em 2013, o PSD terá de escolher novos cabeças-de-lista para cinco das suas atuais nove câmaras, enquanto o PS vai mudar em quatro dos seus sete concelhos.

Do lado dos sociais-democratas, os presidentes dos municípios algarvios que estão há mais tempo no poder, cumprindo agora o último mandato, são Isabel Soares (desde 1997 em Silves), Francisco Amaral (desde 1997 em Alcoutim), José Estevens (desde 1997 em Castro Marim), Seruca Emídio (desde 2001 em Loulé) e Desidério Silva (desde 2001 em Albufeira).

Já os socialistas terão de encontrar novas caras para substituírem nas câmaras municipais os presidentes Francisco Leal (desde 1993 em Olhão), Manuel da Luz (desde o ano 2000 em Portimão), Júlio Barroso (desde 2001 em Lagos) e António Eusébio (desde 2001 em São Brás de Alportel)…

(Toda a reportagem na edição em papel do Jornal do Algarve – dia 16 de fevereiro)

Nuno Couto/Jornal do Algarve
PUB
Tamanho da Fonte
Contraste