Médico e enfermeiro chegam aos locais de difícil acesso em Castro Marim

A unidade móvel de saúde percorre diariamente uma centena de povoações dispersas e isoladas no interior do concelho de Castro Marim
A unidade móvel de saúde percorre diariamente uma centena de povoações dispersas e isoladas no interior do concelho de Castro Marim

Mais do que uma viatura, a Unidade Móvel de Saúde (UMS) é o veículo da esperança. Na semana passada, a unidade de Castro Marim voltou a retomar a prestação de cuidados médicos e de enfermagem, em permanência, no interior do concelho. Esta unidade de saúde em quatro rodas é um meio precioso – e, em muitos casos, o único – para chegar a uma população idosa, com enorme carência de cuidados de saúde e que vive em locais de difícil acesso

Há 24 anos foi criada, em Alcoutim, a primeira Unidade Móvel de Saúde (UMS) do país. A iniciativa revelou-se a melhor forma de prestar cuidados de saúde à população que vivia mais isolada e vulnerável e foi exemplarmente seguida em muitos outros municípios do país. Foi o caso do município vizinho de Castro Marim, onde há cerca de cinco anos a unidade móvel de saúde foi revitalizada com a oferta de consultas médicas de proximidade – a primeira no país permanentemente com médico.

No entanto, esta unidade – que é uma espécie de pequeno centro de saúde em quatro rodas – esteve parada cerca de seis meses, por motivos políticos que a população nunca chegou bem a compreender. No final de 2017, a oposição, em maioria, chumbou a proposta do executivo para colocar o serviço em funcionamento nos mesmos moldes, propondo, em alternativa, que este fosse reposto mas com um novo modelo.

Após este impasse político, a UMS voltou às estradas e caminhos do interior de Castro Marim, em junho de 2018, mas sem serviço de enfermagem. “Não é a solução ideal, mas garante-se o funcionamento deste serviço a tempo inteiro, percorrendo diariamente todas as povoações do interior do concelho”, salientou, na altura, o presidente da autarquia, Francisco Amaral, que foi o fundador da primeira Unidade Móvel de Saúde do país, em Alcoutim, em 1995.

As médicas Isa Frazoa e Suzana Valssassina acompanham este projeto desde o início. Agora, junta-se em permanência os serviços do enfermeiro Joaquim Seabra

Câmara renova contrato com misericórdia

Oito meses depois, a Unidade Móvel de Saúde de Castro Marim voltou a contar com médico e enfermeiro em permanência, depois de a câmara municipal ter renovado, através da contratação pública, o contrato com a Santa Casa da Misericórdia de Castro Marim, permitindo à unidade móvel retomar, no passado dia 1 de março, a prestação de cuidados médicos e de enfermagem no interior do concelho…

(NOTÍCIA COMPLETA NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO JORNAL DO ALGARVE – NAS BANCAS A PARTIR DE 7 DE MARÇO)

Nuno Couto|Jornal do Algarve

pub

 

 

 

pub

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste