Menos 109 mortos em 2012 porque crise tirou carros da estrada

.

580 pessoas morreram nas estradas portuguesas no ano passado, o que equivale a uma redução de 15,8% na sinistralidade rodoviária, escreve esta sexta-feira o DN, salientando que um estudo encomendado pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária revela que esta diminuição equivale a uma poupança de 215 milhões de euros.

Especialistas do setor apontam a crise como principal fator: redução de 20% do tráfego automóvel e de 10% na venda de combustível. E falta contabilizar as mortes a 30 dias nos hospitais, conta o DN.

Comentário

Carregue aqui para comentar

pub

 

 

 

Tamanho da Fonte
Contraste