Mesa de Monchique é a primeira a ser posta à prova nas 7 Maravilhas

“Queremos colocar o foco nos produtos e nos processos de produção, que começam novamente a despertar o interesse das gerações mais novas”, refere Marta Cândido, coordenadora da candidatura de Monchique, ao JORNAL DO ALGARVE

A mesa de Monchique vai ser a primeira do Algarve que vai ser posta à prova no concurso das 7 Maravilhas. Esta é uma candidatura que se apresenta como distinta das outras, tanto pelo sabor genuíno das iguarias da serra, como pelos processos de produção e os segredos da culinária local que passaram de geração em geração

 

Assinala-se esta quinta-feira a contagem final de dez dias para a primeira de sete galas eliminatórias na eleição das 7 Maravilhas à Mesa. Nesta primeira gala, que será transmitida em direto pela RTP1, no dia 22 de julho, a partir de Monsaraz, estarão a concurso as mesas de Ponta Delgada, Terras da Chanfana, Vila Real, Braga, Almeirim e Monchique.

Os sabores do concelho algarvio serão, assim, os primeiros do Algarve a serem colocados à prova neste concurso, onde estão ainda representadas as mesas de Vila do Bispo, Silves, Loulé, Tavira e Cacela Velha.

Na semana passada, o município de Monchique lançou o seu vídeo promocional, procurando “despertar o apetite para uma subida ao ‘topo do Algarve’, mas também o apetite para ir seguindo e apoiando esta nossa mesa fantástica”.

Como não podia deixar de ser, a candidatura de Monchique às 7 Maravilhas à Mesa assenta em pratos à base de carne de porco preto, que resultam em “receitas típicas e que mantêm o genuíno gosto da tradição”. Assim, a mesa de Monchique apresenta pão caseiro, tiborna de chouriça, sopa de feijão, javali estufado com cogumelos silvestres e milhos aferventados, sem esquecer a famosa aguardente de medronho…

 

(NOTÍCIA COMPLETA NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO JORNAL DO ALGARVE – NAS BANCAS A PARTIR DE 12 DE JULHO)

Nuno Couto|Jornal do Algarve

Advertisements
Tamanho da Fonte
Contraste