MUNDO ÚLTIMAS

Michael Jackson “estava quase cego e urinava na roupa”

Michael Jackson estava quase cego, quase nunca comia bem e tinha problemas urinários, chegando mesmo a molhar a roupa, segundo informações divulgadas esta terça-feira em Los Angeles, durante o julgamento do médico Conrad Murray, acusado do homicídio culposo do cantor.

Em depoimento à polícia apresentado esta terça-feira, o médico disse ter percebido que Jackson tinha outros médicos que receitavam remédios ao ídolo pop.

Murray, de 58 anos, contou que Jackson ia a um médico, um respeitado dermatologista de Beverly Hills, Arnold Klein, três vezes por semana, e às vezes voltava ‘esgotado’ depois das sessões, com dificuldades para ensaiar a série de espetáculos previstos para Londres que o cantor preparava.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste