Ministro das Obras Públicas diz que há mais vida além das SCUT

O ministro das Obras Públicas, António Mendonça, escusou-se hoje, em Maputo, a comentar o adiamento do pagamento de portagens nas autoestradas sem custo para os utilizadores, alegando que “há mais vida além das Scut”.

“Neste momento estou em Moçambique, terei oportunidade de falar sobre isso em Lisboa, mas gostaria que compreendessem que não é o momento adequado para falar sobre isso”, disse, quando questionado pela Lusa.

Além de que, acrescentou, o Ministério tem outros responsáveis em Lisboa.

Ainda questionado pela Lusa sobre se o adiamento não seria um recuo do Governo, António Mendonça afirmou que é “uma situação normal” e acrescentou: “há outras coisas importantes e neste momento gostaria de concentrar a atenção sobre o que estou a fazer em Moçambique”.

“Terei oportunidade de falar sobre isso, no local certo, em Lisboa, há mais vida para além das Scut, estou em Moçambique, estou em Maputo”, disse.

O Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações informou segunda feira à noite que a aplicação de portagens nas scut da Costa de Prata, Norte Litoral e Grande Porto foi adiada por 30 dias, até 01 de agosto.

A decisão “tem em conta a votação recentemente ocorrida na Assembleia da República e a vontade do Governo de continuar a desenvolver todos os esforços para obter um acordo político que permita, com justiça e equidade, executar esta medida que consta do Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC) com o qual Portugal se comprometeu”, refere o comunicado.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Lusa/JA

pub

[bsa_pro_ad_space id=5]

 

pub

Tamanho da Fonte
Contraste