PAÍS ÚLTIMAS

Ministro diz que melhor homenagem aos bombeiros mortos é continuar o combate aos fogos

O ministro da Administração Interna disse hoje que a melhor homenagem que se pode prestar aos bombeiros mortos nos incêndios é continuar o combate aos fogos, reiterando o apelo para que as pessoas se abstenham de condutas criminosas contra a floresta.

“Faço aqui mais uma vez este apelo: para que todos se abstenham de condutas, quer intencionais quer negligentes, que ponham em causa a floresta. São condutas criminosas”, afirmou Rui Pereira, em Alcobaça, no final das cerimónias fúnebres do bombeiro da corporação local que morreu no combate ao incêndio de São Pedro do Sul.

“Queria aqui repetir aquilo que ouvi dizer na homilia: a melhor homenagem que nós lhe podemos prestar naturalmente é continuar este combate, para defender pessoas e bens, para defender a floresta portuguesa, e é abstermo-nos de quaisquer condutas”, acrescentou o governante.

João Pombo morreu na segunda feira na sequência do despiste do autotanque de combate a incêndios onde seguia com mais quatro elementos dos Bombeiros Voluntários de Alcobaça.

O veículo integrava uma coluna de seis carros com 22 homens do distrito de Leiria – das corporações de Peniche, Batalha, Alcobaça, Juncal e Maceira – que estava desde sábado a ajudar a combater o incêndio de São Pedro do Sul.

Rui Pereira salientou que João Pombo, “em condições de grande heroísmo de grande bravura, deu a sua vida pela comunidade para combater este flagelo que são os fogos florestais no nosso país”.

O ministro da Administração Interna recordou ainda a bombeira que morreu terça feira carbonizada num incêndio em Gondomar.

“Queria também deixar já aqui uma palavra de homenagem, de sentimentos, de condolências à família pela morte dessa jovem bombeira, da Cristiana Santos, que também ontem deu a vida pela comunidade”, disse Rui Pereira, defendendo que todos devem prestar-lhe homenagem “continuando este combate, solidários, coesos”.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste