Minuto de silêncio marca aniversário do incêndio de Monchique

Um minuto de silêncio vai ser observado no próximo sábado, dia 3 de agosto, para lembrar a destruição e o pânico que se viveram no incêndio em Monchique, por ocasião do primeiro aniversário da tragédia. Esta homenagem encerra uma audição pública onde se vai debater o que correu mal antes, durante e depois do incêndio de 2018

“O que correu mal antes, durante e depois do incêndio florestal ocorrido em Monchique em 2018? Quais seriam, num mundo utópico, as soluções e medidas para prevenir incêndios no futuro? O que será realista, tendo em consideração as limitações existentes, para fazer avançar estas mesmas medidas?”. Estas são as três questões chave que vão ser debatidas numa audição pública, marcada para o próximo sábado, dia 3 de agosto, a partir das 10h30, no restaurante Fonte dos Chorões, no coração de Monchique.

Esta audição é promovida pela associação Monchique Alerta – Serra livre de Incêndios, criada recentemente pelos habitantes locais, para não deixar esquecer a memória dos incêndios e das suas consequências.

A audição vai contar com uma exposição fotográfica sobre o incêndio de Monchique, que começou às 13h32 do dia 3 de agosto de 2018 e só foi dominado no dia 10 de agosto. “Vamos poder ouvir testemunhos da catástrofe e especialistas renomados em incêndios, porque a questão que nos toca a todos é: como podemos, de futuro, impedir os incêndios florestais?”, realçam os responsáveis do movimento associativo, realçando que esta iniciativa vai terminar com um minuto de silêncio, precisamente à hora em que foi lançado o alerta do incêndio do ano passado…

Leia a notícia completa na edição em papel.

Tags

pub

 

 

 

Tamanho da Fonte
Contraste