Misericórdia de Loulé apresenta história de serviço

A Santa Casa da Misericórdia de Loulé acaba de apresentar dois volumes da “rica e centenária história” de assistência social aos mais pobres. Os livros, da autoria de Marco Sousa Santos e Neto Gomes, revelam o papel fundamental da misericórdia na vida dos louletanos desde a sua fundação, em 1518, até aos nossos dias. Há quinhentos anos, tal como hoje, os mais humildes, desprotegidos e desamparados estavam sempre na linha da frente das preocupações e ações das elites locais que ocupavam cargos na instituição

> NUNO COUTO

“São 500 anos a fazer o bem.” É desta forma que o historiador de arte e autor do primeiro volume dos livros ‘A Santa Casa da Misericórdia de Loulé’, Marco Sousa Santos, resume a história e o papel desta instituição.

Os dois volumes, que foram escritos em paralelo mas de forma independente (o segundo é da autoria do escritor e jornalista Neto Gomes), constituem a primeira monografia da misericórdia, sendo que a ideia de levar a cabo esta investigação partiu da própria Santa Casa. A apresentação das obras teve lugar, no passado dia 9 de março, no Solar da Música Nova, numa iniciativa que marcou o encerramento das comemorações do quinto centenário da Misericórdia de Loulé, cuja fundação remonta ao longínquo ano de 1518.

Em declarações ao JORNAL DO ALGARVE, Marco Sousa Santos confessa que a produção do primeiro volume – com 224 páginas, 600 notas de rodapé e 79 imagens – demorou “quase dois anos”. “Foi uma investigação demorada e trabalhosa…

Leia a notícia completa na edição em papel.

pub

 

 

 

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste