ALGARVE ÚLTIMAS

Monte Francisco: Largo Paco de Lucia terá música do guitarrista permanentemente

.

Câmara de Castro Marim está a preparar geminação com Algeciras, onde nasceu o artista, e o Festival de Lucia deste ano já tem um nome confirmado

DOMINGOS VIEGAS

Paco de Lucia, o génio da guitarra que faleceu há quatro anos, volta a ser homenageado no concelho de Castro Marim, agora com um espaço que levará o seu nome e que se localiza no Monte Francisco, aldeia onde nasceu a sua mãe Luzia Gomes.

A estrutura, cuja construção já começou e deverá estar concluída dentro de dois meses, tem a forma de uma guitarra, inclui um mural em azulejos dedicado ao artista e uma escultura com uma cadeira e uma guitarra, trabalhos artísticos que estão também já em fase final de elaboração.

Mas um dos grandes atrativos é a aplicação das novas tecnologias ao espaço. Quando estiver concluído, será possível ouvir permanentemente a música de Paco de Lucia no local. Um sistema de sensores permitirá que a música se comece a ouvir cada vez que alguém se aproximar do local.

“Estamos a criar condições para que quem se desloque ao Monte Francisco sinta Paco de Lucia. Queremos que seja um local de peregrinação, principalmente para os espanhóis”, explica o presidente da Câmara de Castro Marim, Francisco Amaral.
A vice-presidente da autarquia, Filomena Sintra, acrescenta que se trata de um memorial e um local “de estar” e “para despertar os sentidos”.

Geminação com Algeciras

Entretanto, a autarca anunciou que Castro Marim está a preparar o processo de geminação com a cidade espanhola de Algeciras, um projeto centrado precisamente na figura de Paco de Lucia. Refira-se que o guitarrista nasceu naquela cidade, para onde a sua mãe emigrou, a qual já tem, entre outros atrativos turísticos relacionados com o artista, uma rota que inclui 12 locais relacionados com Paco de Lucia.

“Tudo o que está a ser feito em Castro Marim com o nome de Paco de Lucia não é nenhuma colagem à figura do artista. É, sim, dar o mérito devido a um artista que fez sempre questão de vincar a suas origens portuguesas”, frisa Filomena Sintra, recordando que a única biografia autorizada do guitarrista chama-se “Paco de Lucia, El Hijo de la Portuguesa” e que o artista editou um ábum denominado “Castro Marin”, precisamente em homenagem à terra natal da sua mãe.

“Algeciras tem, entre outras coisas, a referida rota dedicada a Paco de Lucia, Madrid já tem uma estação de metro com o seu nome, uma companhia de aérea espanhola também deu o nome de Paco de Lucia a um avião. Castro Marim nunca explorou isso. Por isso, tudo o que se está a fazer agora é uma justa homenagem e um justo reconhecimento”, sublinha a autarca.

Vicente Amigo no festival

Este ano realiza-se mais uma edição do Festival de Lucia, evento que pretende juntar anualmente em Castro Marim virtuosos da guitarra que tiveram alguma ligação com Paco de Lucia, ou seja, que o tiveram como mestre ou simplesmente com fonte de inspiração.

Para a próxima edição, que se realiza no terceiro fim de semana de agosto, está prevista a atuação de Vicente Amigo, bem como de outros artistas que ainda estão por confirmar. Recorde-se que no ano passado passaram por Castro Marim o guitarrista Tomatito e a cantora Mariza, “madrinha” do festival, entre outros.

Advertisements

Assine já com 10% de desconto. Cupão: CPNOVO Ignorar

Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: