PAÍS

Movimento Precários Inflexíveis pendura bonecos nas entradas de Lisboa em ação de protesto

Os automobilistas que entrarem em Lisboa ao início do dia de hoje não devem assustar-se ao ver uma figura pendurada estrategicamente, pois tratam-se de bonecos que pretendem simbolizar trabalhadores “precários presos por um fio”.

O movimento Precários Inflexíveis pendurou nas principais entradas da capital bonecos acompanhados de faixas com a frase “Precários presos por um fio” e outras frases alusivas ao impacto das medidas de austeridade na vida dos trabalhadores precários.

“Com esta iniciativa pretendemos chamar a atenção dos próprios precários e da população em geral para o impacto que as medidas de austeridade que têm sido anunciadas têm sobre nós”, disse à agência Lusa Ricardo Moreira, dos Precários Inflexíveis.

O movimento vai também, no âmbito da iniciativa, divulgar um documento a explicar o alcance das medidas restritivas que têm sido anunciadas pelo Governo.

“Muitos dos precários não têm direito a subsídio de desemprego, porque trabalham durante curtos períodos de tempo, nem a subsídio social de desemprego”, salientou Ricardo Moreira, acrescentando que a precariedade está a aumentar cada vez mais.

“Hoje, quem cai no desemprego dificilmente volta a encontrar um emprego que não seja precário”, alertou.

Advertisements

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Assine já com 10% de desconto. Cupão: CPNOVO Ignorar

Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: