ATUALIDADE FUTEBOL MUNDO

Mundial do Qatar pode ser jogado em novembro e dezembro

[mobileonly] [/mobileonly]
.
.

A confirmar-se seria inédito, mas é uma possibilidade que ganha cada vez mais força. O Mundial de 2022, a realizar no Qatar, pode vir a ser jogado pela primeira vez nos meses de novembro e dezembro.

A proposta decorre das temperaturas tórridas no Qatar nos meses de maio e junho -período convencional dos Mundiais de Futebol – que não salvaguardaria o bem-estar das equipas, bem como do público nas bancadas.

Joseph Blatter, presidente da FIFA, mostra-se agradado com a hipótese de recalendarização da prova, mas conta com a oposição dos clubes e ligas europeias.

Frédéric Thiriez, presidente da Associação das Ligas Europeias de Futebol (EPFL), mostrou o seu desagrado num comunicado enviado à imprensa esta terça-feira: “A EPFL e os clubes expressaram o seu desagrado relativamente à proposta, que perturbará e causará grandes danos ao normal funcionamento das competições internas na Europa”.

Decisão final a 20 de março

Para a EPFL, a realização do Mundial no mês de maio, continua a ser a possibilidade mais agradável: “As Ligas e os clubes reiteraram, uma vez mais, uma solução conjunta para que o Mundial se realize em maio. Esta proposta foi estruturada e assente num estudo que teve em conta condições meteorológicas aceitáveis para jogadores e adeptos”, concluiu.

Para debater o tema, realizou-se esta terça-feira, em Doha (capital do Qatar), uma reunião entre o grupo de trabalho da FIFA e responsáveis do país árabe que vai acolher o Mundial. À saída, Jerome Valcke, secretário-geral da FIFA, esclareceu: “Os meses de novembro e dezembro são os que geram mais consenso”.

Declarou ainda que nenhuma hipótese se encontra para já descartada: “Abordámos todas as opções. É óbvio que há prós e contras para todos”, referiu o francês.

A decisão final está agendada para o dia 20 de março, em Zurique, e será tomada pelo comité executivo da FIFA.

RE

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste