Museu de Loulé promove programa “visita brincando” para as escolas

No início deste ano letivo, o Museu Municipal de Loulé, através do serviço educativo, reedita o programa “Visita Brincando”, reservado ao público escolar, que visa proporcionr às escolas um conjunto de atividades que têm como ponto de partida o património cultural do concelho.

As iniciativas promovidas serão integradas este ano, no âmbito da candidatura do aspirante Geoparque Algarvensis Loulé-Silves-Albufeira a Geoparque Mundial da UNESCO.

Com este projeto, Loulé tem como objetivo promover o desenvolvimento sustentável do território, da qualidade e modo de vida, bem como, da riqueza geológica, transformando o município num destino sustentável e potencialmente turístico de interesse mundial, devido ao seu património geológico.

As atividades do  programa “Visita Brincando” irão decorrer na Zona Histórica de Loulé, na sede do Museu e nos pólos da Cozinha Tradicional, Frutos Secos e Salir. As propostas lúdico-pedagógicas deste programa são: “Em busca do passado”, “A cápsula do tempo”, “Quem conta um conto…”, “A Lenda das Amendoeiras”, “O pomar algarvio”, “Há jogos em todo o lado!”, “Mudam-se as gentes…Seremos assim tão diferentes?”, “Uma aventura no Centro Histórico” e “O Museu vai à escola”, as quais  são adaptadas às diferentes faixas etárias e anos de escolaridade.

No âmbito do Geoparque Algarvensis Loulé-Silves-Albufeira a Geoparque Mundial da UNESCO, as atividades promovidas ao longo do ano serão, especialmente saídas de campo, mas também atividades em sala de aula e no seu exterior, com uma vertente teórica e prática, deste modo, as ações serão: “Alte e os seus encantos”, “Macroinvertebrados os pequenos importantes seres das ribeiras”, “Uma aventura na aldeia da Pena”, “Venham descobrir as aves na Fonte da Benémola”, “À caça de rochas e fósseis em Silves”, “Detetives do património só por meia hora”, “Peddy paper do Castelo – As pedras contam uma história”, “Sítio da Ribeira de Quarteira – percurso cultural e ambiental”, “O grande salto da rã”, “Um salto para o passado”, “Paleogincana”, “Eu sou o metoposaurus. E tu, como te chamas?”, “Paleontologando”, “Rocha… Conta-nos a tua história”, “Adobes e taipa – a geologia das nossas casas ancestrais” e “Pigmentos da terra – pintando com pedras”.

O Museu de Loulé organiza atividades de educação não formal nos seus espaços, permitindo experiências únicas e conhecimento que levarão à descoberta de outras épocas, dos seus modos de vida e do património que os antepassados nos deixaram.

 “Os técnicos do Museu de Loulé encontram-se igualmente disponíveis para programar ações educativas em conjunto com a comunidade escolar, de modo a ir ao encontro das necessidades sentidas pelos professores e, sobretudo, para tornar o património cultural um parceiro para a aprendizagem e para o desenvolvimento cultural dos alunos. Para quem não se pode deslocar, o Museu vai à escola, levando assim a educação patrimonial aos estabelecimentos de ensino e proporcionando momentos de aprendizagem em contexto de sala de aula” explica o Museu.

As marcações encontram-se disponíveis
através do Museu Municipal e Centro ambiental: Visita
Brincando – servicos.educativos@cm-loule.pt / 289 400 611

Atividades Educativas Geoparque – ambiente@cm-loule.pt / 289 400 890 e servicos.educativos@cm-loule.pt / 289 400 611.

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

>
Tamanho da Fonte
Contraste