Projeto Contra-parede AnaVidigal foto diogo amaro
Créditos fotográficos: Diogo Amaro
CULTURA

Museu Municipal de Tavira reabre com o projeto “Contra-parede”

O Museu Municipal de Tavira, localizado no Palácio da Galeria, inaugura no dia 10 de abril o projeto curatorial “Contra-parede”, de Hugo Dinis, com obras em diálogo de Ana Vidigal, Nuno Nunes-Ferreira e Pedro Gomes, anunciou a autarquia.

Este projeto partiu “de uma discussão alargada em torno da parede como lugar privilegiado para a intervenção no espaço público”, com os artistas a “questionar o espaço arquitetónico em que as obras são apresentadas”, segundo o comunicado.

“Considerando, simultaneamente, o espaço social, histórico, cultural e político em que os equipamentos museológicos se inserem, as obras promoverão um diálogo frutífero sobre o papel da arte junto das comunidades locais em que se apresentam”, acrescenta o município.

A artista Ana Vidigal desenvolveu obras com um tom humorístico político que indagam o debate entre os domínios público e privado, atendendo às questões domésticas e feministas do seu trabalho.

Pela igualdade, a artista intervém em tijolos e ladrilhos em barro manufaturado de Santa Catarina da Fonte do Bispo.

Já Nuno Nunes-Ferreira realizou um mural, intitulado “A palavra”, com recurso a um arquivo de jornais e revistas que alude às questões políticas do Estado Novo e a prevalência da liberdade.

O artista vai também apresentar a obra “Abate da frota pesqueira”, com a construção de um muro de dossiers do arquivo da Associação de Conservas de Peixe e da apresentação do Diário da República de 1986, quando foi publicado o diploma para o abate de barcos.

Nuno Nunes-Ferreira apresenta ainda o vídeo “Vírus”, que estabelece a contemporaneidade da exposição em tempo de pandemia.

Pedro Gomes vai expor desenhos por módulos, que se podem estender como papel de parede e que confrontam o espaço arquitetónico por meio de representações dos dispositivos históricos museográficos entre o século XIX e o cubo branco do século XX.

O artista vai exibir ainda um mural feito com papéis químicos.

A exposição pode ser visitada até 10 de julho, de terça-feira a sábado, entre as 09:15 e as 16:30, com entrada livre.

A entrada no Museu Municipal de Tavira está condicionada aos aspetos de segurança individual devido à pandemia de covid-19, com lotação máxima nas salas de acordo com as normas da Direção-Geral de Saúde, além do uso obrigatório de máscara.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste