Na Serra do Caldeirão ainda se cantam as janeiras porta a porta

Nos próximos dois dias (sábado e domingo), a Associação dos Amigos da Cortelha, concelho de Loulé, vai realizar mais uma iniciativa “Janeiras de Porta em Porta” na Cortelha e nas localidades limítrofes, em plena Serra do Caldeirão, como forma de reviver esta tradição.

As “Janeiras de Porta em Porta” consistem na proclamação de cantares ao menino e cantares dos reis por parte de um grupo de pessoas acompanhadas por instrumentos tradicionais, como é o caso da pandeireta e dos ferrinhos, à porta das habitações.

“As janeiras significam, para as gentes da Serra do Caldeirão, um tesouro de tradições, trazendo à memória, esta tradição que teve o seu início no interior algarvio”, explica a organização.

Um dos objetivos é a manutenção desta tradição e, como forma de abranger o máximo de pessoas, vão ser percorridas algumas das localidades do interior do concelho de Loulé, como Cortelha, Montes Novos, Barranco do Velho, entre outras.

Assim por estes dias os habitantes desta zona da Serra do Caldeirão já estão habituados e esperam que os Janeireiros da Cortelha entrem pelo quintal a dentro para cantarolar as Janeiras dos Reis. No final lá sai da boca de um elemento mais atrevido uma “chacota” como forma de pedir ou lembrar ao dono da casa que deverá dar uma recompensa ao grupo. Era assim antigamente e é assim que o Grupo da Cortelha mantém a tradição.

De forma simbólica, o grupo de Janeireiros da Cortelha parte para o seu percurso junto ao Presépio da Cortelha, mas sem antes proclamar alguns cantares de anunciação do nascimento de Jesus, depois, como estamos na época dos Reis, serão apresentados diversos Cantares aos Reis.

Advertisements
Tamanho da Fonte
Contraste