NASA planeia enviar sonda para “vigiar” asteróide que poderá colidir com a Terra em 2182

sonda osiris-rex

O asteróide 1999 RQ36 foi notícia na passada semana quando foi anunciado que poderá atingir o nosso planeta em 2182.

No entanto, cientistas já tinham esta rocha espacial “debaixo de olho” desde 2007, ano em que começaram a planear uma missão com o objectivo de prever – e evitar – impactos do género, noticia a National Geographic.

A missão OSIRIS-Rex (Origins Spectral Interpretation Resource Identification Security Regolith Explorer) é uma das duas finalistas de uma competição para um financiamento da NASA, através do programa New Frontiers. A concorrente é uma missão que se propões aterrar em Vénus. A vencedora será anunciada no Verão de 2011.

Caso vença a OSIRIS-Rex, em 2016 será enviada uma sonda que terá como missão fazer um mapa de asteróides e trazer pedaços dos meteoritos.

A equipa quer investigar o RQ36 porque se acredita que é rico em material que se manteve intacto desde os primórdios do sistema solar – e também porque a órbita que este asteróide percorre é fácil de alcançar.

E “pelo facto de ser um alvo fácil de alcançar quer também dizer que pode facilmente atingir-nos”, explicou o responsável da equipa da missão OSIRIS-Rex e director do Laboratório Lunar e Planetário da Universidade de Arizona, Michael Drake.

O RQ36 percorre uma órbita em volta do Sol a uma distância entre 133 milhões e 203 milhões de quilómetros e passa a cerca de 450 mil quilómetros da órbita da Terra. A NASA classificou-o como “asteróide potencialmente perigoso”.

As previsões que fizeram notícia na semana passada sugerem que há uma hipótese em mil de o asteróide colidir com a Terra em 2182.

Mais Notícias

Advertisements

pub

 

Advertisements
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste