Neonatologia do hospital de Faro pode fechar já em setembro

O Serviço de Medicina Intensiva Pediátrica e Neonatal do Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA) corre o sério risco de fechar a partir de setembro.
Segundo apurou o nosso jornal, dos 12 médicos pediatras do quadro, o serviço irá ficar apenas com três, já partir de setembro o que inviabiliza o seu funcionamento.
Recorde-se que este serviço já estava a rebentar pelas costuras e ainda está a ser alvo de um inquérito, em virtude da morte de um bebé, no início de agosto, depois de uma grávida que ali deu entrada ter sido transferida para o hospital Amadora-Sintra.

Já em julho, numa carta enviada à direção clínica do Centro Hospitalar e Universitário do Algarve (CHUA) havia queixas, por parte dos médicos que a subscreveram, que o Serviço de Medicina Intensiva Pediátrica e Neonatal vivia “uma situação dramática” e que os médicos estavam a trabalhar “num estado de exaustão, transgredindo os limites de segurança e boas práticas clínicas”.
Na carta os clínicos sublinhavam que a falta de meios humanos no Hospital de Faro se acentuara nos últimos tempos com a ausência de cinco pediatras, dois por motivo de doença e três por gravidez ou licença de maternidade.
Para além do serviço normal, os pediatras da unidade de Faro têm de manter, ainda, as urgências e o transporte de bebés recém-nascidos e muitas vezes prematuros.

A falta de recursos humanos no Hospital de Portimão, que levou ao encerramento da urgência de pediatria em vários dias da semana, veio a agravar ainda mais esta situação.
Enquanto a presidente do Conselho de Administração do CHUA, Paula Gonçalves, diz que a solução, a longo prazo, deverá passar por um aumento da formação dos médicos nesta área, dado que a idade das mães está a aumentar e há também cada vez mais bebés a precisarem de assistência, a verdade é que para muita gente o que se está a passar nesta área é o mesmo que tem acontecido noutras ou seja, a transferência de um número cada vez maior de serviços públicos de saúde para o setor privado.

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

>
Tamanho da Fonte
Contraste