ALGARVE ÚLTIMAS

Nobre Casa da Cidadania distingue cidadã algarvia por atos nobres

.
.

A Nobre Casa da Cidadania homenageou cinco cidadãos portugueses que se destacaram por praticarem atos de altruísmo em prol dos outros, entre os quais Teresa Serrão, de Faro, a única algarvia incluída na lista da primeira atribuição de louvores deste ano.

Segundo aquela entidade, Teresa Serrão foi distinguida por “dedicar os seus dias, ao longo dos últimos quatro anos, a praticar o bem, visitando, ajudando, apoiando e acompanhando doentes em hospitais, a consultas nos Centros de Saúde, em lares, orfanatos, casas de recuperação e internamentos”. Para a Nobre Casa da Cidadania, trata-se ainda de um ato nobre “praticado diariamente de forma incansável, com uma energia contagiante e inspiradora”.

A primeira cerimónia de Atribuição de Louvores de 2014 realizou-se no início deste mês, no Barreiro, e, além daquela cidadã algarvia, foram distinguidos Augusto Neves de Sousa (Barreiro), Bruno Ferreira (Lisboa), Domingos Silva (Póvoa de Lanhoso, Braga) e Maria Gabriel Sousa (S. Pedro do Estoril).

A seleção dos atos a agraciar é feita pelo Conselho Institucional da Nobre Casa de Cidadania, formado pela Autoridade Nacional para a Proteção Civil, Corpo Nacional de Escutas, Direção Geral de Educação, Estado Maior das Forças Armadas, Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa, Fundação para a Ciência e Tecnologia, GRACE, INEM, Liga dos Bombeiros Portugueses, Plataforma Portuguesa das ONG’s para o Desenvolvimento e PSP.

A Nobre Casa de Cidadania nasceu em maio de 2013 e ao longo deste primeiro ano de atividade já atribuiu louvor a 24 cidadãos, de diferentes zonas do país, idades, profissões e formações.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste