Nova derrocada na praia do Vau não fez feridos

A derrocada de uma arriba foi registada ontem na praia do Vau, em Portimão, numa zona assinalada como perigosa e com a devida sinalética, mas não houve feridos, disse a Autoridade Marítima.

A “pequena derrocada de arriba foi constatada a poente da praia do Vau por elementos da Autoridade Marítima durante uma patrulha de rotina que ocorreu hoje (ontem) de manhã”, explicou à Lusa fonte da Autoridade Marítima.

O local foi de imediato isolado e a ocorrência foi comunicada à Administração da Região Hidrográfica do Algarve, mas não houve nenhum ferido, garantiu a mesma fonte.

O local onde foi registada a derrocada – uma zona da praia mais isolada, não vigiada e sem apoio balnear – é um sítio sinalizado como zona perigosa e à entrada da praia do Vau a nova sinalética também informa que se trata de um sítio perigoso, acrescentou a Autoridade Marítima.

Em maio deste ano, também na praia do Vau, uma criança de quatro anos sofreu escoriações numa perna na sequência da derrocada de parte de uma arriba, sem provocar mais vítimas.

Em agosto de 2009, na praia Maria Luísa, concelho de Albufeira, morreram cinco pessoas soterradas após a derrocada parcial de uma arriba.

Desde a derrocada da arriba na praia Maria Luísa que cerca de 20 praias algarvias foram alvo de 200 intervenções, uma manutenção da erosão costeira que custou ao Estado cerca de 50 mil euros.

Este ano, o Ministério do Ambiente decidiu colocar uma nova sinalética nas praias algarvias a servir de alerta para a faixa de perigo de desmoronamento nos areais.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo acordo Ortográfico ***

Lusa/JA

pub

 

 

 

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste