Novo protesto contra o furo de petróleo ao largo de Aljezur

.

O Movimento Algarve Livre de Petróleo (MALP) vai promover mais um protesto contra o furo de petróleo ao largo de Aljezur, no próximo dia 17 de maio, às 16h30, à porta da Câmara de Aljezur.

O MALP alerta a população do Algarve que “as petrolíferas Galp e Eni anunciaram para breve o furo de petróleo de Aljezur, pelo que é necessário um sobressalto cívico para impedir a entrega do território do Algarve e da costa litoral do Alentejo à indústria petroquímica”.

O movimento recorda também que o contrato de exploração de petróleo ao largo de Aljezur foi assinado em 2007, pelo ex-ministro Manuel Pinho, “que é agora arguido por corrupção enquanto era ministro da Economia, durante o governo de José Sócrates, que também é arguido por corrupção”.

O Movimento Algarve Livre de Petróleo considera ainda “inadmissível” que o Governo do primeiro-ministro António Costa continue sem responder ao pedido urgente de audiência feito em Loulé, no dia 22 de fevereiro de 2018, a propósito do furo de petróleo de Aljezur, pelos autarcas do Algarve, associações de empresários, Região de Turismo do Algarve e movimentos e associações representativos dos cidadãos.

JA

Advertisements
Tamanho da Fonte
Contraste