CULTURA ÚLTIMAS

Novos artesãos procuram-se para valorizar artes tradicionais do Algarve

.

O Projeto TASA “Artesãos do Século XXI” tem inscrições abertas até ao próximo dia 15 de janeiro. Esta iniciativa, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Silves, tem como objetivo contribuir para a capacitação e instalação de novos artesãos na área dos entrelaçados, procurando valorizar as artes tradicionais do Algarve e os artesãos que as executam.

“Transmitir conhecimentos nas artes dos entrelaçados a uma nova geração de artesãos, através de um programa intensivo no qual as técnicas base para desenvolver competências na área da cestaria (cana), empalhamento de cadeiras e entrelaçados de palma (empreita, “malha” e palhinha), formar novos artesãos e integrar alguns destes na equipa do Projeto TASA, dando-lhes a possibilidade de colaborar no desenvolvimento de produtos que aliem a produção artesanal à inovação e de participar em atividades criativas relacionadas com o turismo e a arte”, são os grandes objetivos deste projeto.

Os aprendizes terão um ciclo inicial de formação nas várias técnicas e, posteriormente, deverão escolher uma de duas especializações.

“Numa altura crítica em que as artes tradicionais do Algarve estão na contagem decrescente para a extinção e em que o mercado desperta para a produção artesanal de alto valor cultural, diferenciadora e inserida numa lógica de economia circular, o Projeto TASA lança um programa de capacitação e instalação de novos artesãos”, adiantam os promotores, frisando que “não se trata de formação homologada (certificada), uma vez que o processo de transmissão de saberes envolverá um grupo mais reduzido do que o exigido nem se regerá por outras regras do sistema de formação”. Pretende-se, porém, “proporcionar o ambiente para uma aprendizagem prática com os mestres, envolvendo designers de produto e equipa do Projeto TASA”.

O programa pretende responder de forma direta à necessidade de transmitir conhecimentos nas artes dos entrelaçados a uma nova geração de artesãos.

O intuito é formar novos artesãos e integrar alguns destes na equipa do Projeto TASA, dando-lhes a possibilidade de colaborar no desenvolvimento de produtos que aliem a produção artesanal à inovação e de participar em atividades criativas relacionadas com o turismo e a arte.

As sessões decorrerão maioritariamente nas oficinas dos artesãos na área de Loulé (empreita), zona de Castro Marim (cestaria) e Alcoutim (palhinha). Poderá haver necessidade de realizar algumas sessões, pontualmente, fora destes concelhos, mas sempre na região do Algarve.

JA

Advertisements

Assine já com 10% de desconto. Cupão: CPNOVO Ignorar

Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: