Olhão: Igor Silva expõe pinturas em “Luar, Terso e Castro”

O Auditório Municipal de Olhão exibe, entre 25 de janeiro (sábado) e 31 de março, a exposição de pintura “Luar, Terso e Castro”, de Igor Silva, que tem início precisamente no dia em que estreia no Algarve, na maior sala de espetáculos olhanense, a homenagem ao centenário do nascimento de Amália Rodrigues, intitulada “Amália, Fado & Saudade”, anunciou a autarquia.
De acordo com o município, Igor Nunes Silva, artista olhanense nascido em março de 1977, “cedo partiu para uma aventura inebriante de descoberta, ao longo de vários continentes. Viajou por África, Ásia e Europa. Na Dinamarca e no Japão, foi envolvido em diferentes culturas, experienciou várias técnicas e projetos artísticos integrados”.
No decorrer dos anos 90, dedicou-se às ciências da cibernética e artes de tradições culturais, nomeadamente japonesas. Orientou uma oficina de artes para crianças em acompanhamento de um projeto solidário social. Foi um dos fundadores e orientador de um núcleo de banda desenhada, tendo a participação diária de mais de 30 jovens.
No novo milénio, participou em congressos nacionais com pintura ao vivo, decorou espaços comerciais, alguns com renome nacional e internacional, colaborou com jornais como cartoonista, espetáculos de teatro e cinema.
Entre 2014 e 2015, participou num projeto artístico no Brasil para apoiar causas de solidariedade/ humanitárias, expondo uma coleção de obras artísticas originais e doando 50% das receitas geradas.
De 29 de janeiro a 8 de fevereiro de 2015 realizou uma exposição de arte no Teatro Sesiminas em Uberaba (Minas Gerais, Brasil). Em junho 2015 participou, com esculturas, numa exposição coletiva no Auditório Municipal de Olhão. Em outubro desse ano volta a expor em Olhão no âmbito do Encontro Internacional Poesia a Sul. Nesse mesmo ano, desenha a capa do álbum comemorativo dos 10 anos de carreira de Viviane.
Em 2016, presta a sua colaboração no filme “Portugal não está à venda”, do realizador André Badalo, e em 2017 participou com ilustrações no livro Alquimia das Metáforas, de Fernando Reis Luís, sob a chancela da Arandis Editora.

João Prudêncio

João Prudêncio

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

Tamanho da Fonte
Contraste