Os segredos do melhor cozinheiro do ano

.

Louis Anjos, chef numa unidade da 5 estrelas em Carvoeiro (Lagoa), em entrevista ao JA:

Enquanto os colegas da escola sonhavam ser jogadores de futebol, atores, cantores, médicos, professores ou veterinários, Louis Anjos já ambicionava secretamente estar numa cozinha agarrado aos tachos e panelas. Ao fim de doze anos de carreira, o chefe de cozinha no Suites Alba Resort acaba de conquistar o prémio Chefe Cozinheiro do Ano 2012. “Foi o realizar de um sonho que começou no tempo da escola”, revela ao JA este apaixonado pela cozinha. O segredo do seu sucesso, desvenda Louis Anjos, passa por uma mistura fina de ingredientes, como a autenticidade e a inovação, “sem nunca esquecer a tradição”

Jornal do Algarve – Sempre ambicionou ser cozinheiro?

Louis Anjos – Desde pequeno, ainda na escola, já gostava de fazer uns cozinhados e uns bolos. Mais tarde, quando ainda andava um pouco desorientado relativamente ao que fazer no futuro, optei por embarcar nesta aventura sem ter uma pequena ideia dos resultados, e sem qualquer consciência do que me estava reservado no futuro. A verdade é que pouco percebia de cozinha quando entrei para a escola de hotelaria. Desconhecia totalmente a realidade do que é trabalhar numa cozinha. Foi um grande risco, mas rapidamente os chefs trataram de me incentivar e o meu gosto pela profissão foi crescendo gradualmente e tornou-se cada vez maior.

J.A. – E alcançou cedo o seu objetivo?

L.A. – O meu percurso inicial teve impacto apenas ao nível local. Iniciei a atividade em Fátima e Leiria, zonas onde permaneci durante cerca de cinco anos. Sem nunca me sentir acomodado, fui aderindo a cursos de aperfeiçoamento profissional, cursos de pastelaria, entre outros. Contudo, e não me sentindo totalmente realizado, enviei um currículo para o Algarve, para um dos meus hotéis cinco estrelas de eleição, o Vila Vita Parc. Fui aceite e lá permaneci um ano e alguns meses, até que fui convidado a abrir o Hotel Villa Batalha como chefe de cozinha. Como não poderia deixar de ser, aceitei o desafio e lá permaneci durante cerca de um ano. No entanto, por razões pessoais, tive de regressar ao Algarve. Foi então que ingressei noutro maravilhoso resort de cinco estrelas, o Vila Lara, onde estive cerca de um ano e daí ingressei no Suites Alba Resort cinco estrelas, no Carvoeiro, onde exerço funções de chefe de cozinha há um ano e meio. A somar às experiências variadas, tenho o estágio que realizei durante um mês em Inglaterra, no Restaurante Viajante, do chefe Nuno Mendes…

(Toda a entrevista na edição em papel do JA – 3 de janeiro)

NC/JA
Advertisements
Advertisements
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste