Países criticam Buzz por exposição de dados

Autoridades da Alemanha, do Canadá, da França e de outros sete países estão preocupados com questões de privacidade relacionadas com os serviços de mapas e de rede social do Google.

Embora esse receio não seja inédito, as autoridades afirmam que o gigante das buscas se esquece “frequentemente” dos direitos de privacidade de seus usuários quando cria tecnologias.

O foco das reclamações agora é o Buzz, que estreou em fevereiro como parte do Gmail. A ferramenta automaticamente estabeleceu círculos de amigos com base nos contatos de e-mail mais usados. Após críticas, a companhia pediu desculpas e mudou certas configurações do sistema.

Mas na carta enviada ontem ao CEO Eric Schmidt, oficiais que controlam a proteção de dados de 10 países disseram que ainda estão “extremamente preocupados com o produto, que envolve sérias questões de privacidade”.

O Google Street View é outro alvo das autoridades. Segundo os oficiais, o serviço foi lançado sem a “devida consideração das leis de privacidade e proteção de dados e de normas culturais”.

O Google declarou que “já discutiu todas essas questões publicamente e não tem nada para acrescentar”.

Os outros países que assinaram a carta são Irlanda, Israel, Holanda, Nova Zelândia, Espanha e Reino Unido.

pub

 

 

 

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste