PALP opõe-se à exploração de petróleo em reunião com secretário de Estado

.

A Plataforma Algarve Livre de Petróleo (PALP) irá reunir-se esta quarta-feira, dia 9 de março, em Lisboa, com o secretário de Estado do Ambiente. Nesta reunião, a PALP vai expressar a sua preocupação com a exploração de hidrocarbonetos na costa algarvia, exigindo “a discussão urgente, e transparente, de uma questão fraturante e, ainda, envolvida em secretismo, que afetará o bem-estar da população, os ecossistemas e vários setores económicos da região”.

“Nesta reunião, a PALP pretende igualmente conhecer a posição deste ministério em relação à prospecção e exploração de hidrocarbonetos no Algarve”, realçam os responsáveis, relembrando que, na semana passada, a PALP já esteve reunida com o secretário de Estado da Energia, “que declarou que as preocupações da PALP eram também as suas e que estas iam ser levadas em conta”. “Afirmou que este Governo quer retomar a ‘aposta firme’ nas energias renováveis e nas políticas de eficiência energética”, sublinha o movimento anti-petróleo no Algarve.

Contudo, a PALP recorda que os anteriores Governos concederam direitos de prospeção, pesquisa, desenvolvimento e produção de hidrocarbonetos (petróleo e gás natural) em terra, “incluindo os territórios da Reserva Natural Sapal de Castro Marim e Vila Real de Santo António, do Parque Natural da Ria Formosa, do Parque Natural Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, e ainda dos Sítios de Importância Comunitária Barrocal, Monchique, Cerro da Cabeça e Ria de Alvor, assim como no oceano ao largo de quase toda a costa algarvia”.

“Esta decisão político-económica, ainda em vigor, é de enorme gravidade, se tivermos em conta que os cidadãos do Algarve não foram consultados neste processo e que afetará a vida de tudo e de todos”, contestam os responsáveis.

Nuno Couto

- Publicidade-spot_img

Deixe um comentário

- Publicidade-spot_imgspot_img

+ Populares

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -santos-populares-portimao

Leia Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Tem uma Dica?

Contamos consigo para investigar e noticiar

Tamanho da Fonte
Contraste