POLÍTICA

Paulo Sá questiona Governo sobre obras no castelo de Paderne e pessoal para a DR Cultura

.

No âmbito do debate na especialidade do Orçamento do Estado para 2019, o Grupo Parlamentar do PCP questionou a ministra da Cultura sobre as futuras intervenções no Castelo de Paderne (além da que está a decorrer de conservação e restauro da taipa almóada da torre albarrã e da muralha nascente), designadamente, o prosseguimento das escavações arqueológicas, no castelo e na colina onde este se situa, o melhoramento dos acessos, a organização do espaço envolvente e a construção de um centro de acolhimento e interpretação.

A secretária de Estado da Cultura informou que “para o Castelo de Paderne estão previstos 500 mil euros em 2019”, mas não especificou a que intervenções concretas se destina este montante.

Na mesma audição, o PCP questionou a ministra da Cultura sobre o reforço de recursos humanos na Direção Regional de Cultura do Algarve. A resposta, dada conjuntamente com as respostas a questões levantadas por outros deputados, “foi vaga, não permitindo compreender, sequer, se haverá reforço de recursos humanos em 2019”.

Assim, o deputado Paulo Sá, eleito pelo Algarve, questionou, por escrito, a ministra da Cultura, para saber a que intervenções concretas se destinam os 500 mil euros anunciados pela secretária de Estado. O parlamentar quer saber, ainda, quantas pessoas foram contratadas pela Direção Regional de Cultura do Algarve em 2018 e em que categorias, quantas pessoas saíram e em que categorias,
quantas serão contratadas em 2019 e qual a verba no Orçamento do Estado 2019 prevista para esse fim.

Advertisements
%d bloggers like this: