Paulo Sérgio pede mais “atitude” e “empenho” aos jogadores do Portimonense

O novo treinador do Portimonense, Paulo Sérgio, pediu hoje mais “atitude” e “empenho” aos seus jogadores, de forma a alcançarem o objetivo da manutenção na I Liga de futebol.

“O plantel tem qualidade para ocupar outro lugar. Pode ter faltado sorte até agora, mas a equipa tem mais para dar. Não falo de qualidade individual ou técnica, mas de compromisso e atitude. Há equipas com menos qualidade que têm mais pontos, porque colocam mais empenho em jogo. Os nossos atletas vão ter de acrescentar isso”, disse o técnico, durante a conferência de imprensa de apresentação, realizada no Estádio Municipal de Portimão.

A equipa de Portimão soma oito jogos sem vencer e o último triunfo data de 30 de novembro do ano passado, na receção ao Famalicão (2-1), em encontro da 12.ª ronda.

Após 20 jornadas, o Portimonense ocupa o 17.º e penúltimo lugar da I Liga, com 14 pontos, menos dois do que o Paços de Ferreira, primeira equipa acima da zona de despromoção.

Prevendo uma “caminhada dura e longa” para atingir o objetivo da permanência, Paulo Sérgio frisou o papel de maior responsabilidade que será pedido aos jogadores até final da temporada.

“Temos de ser todos mais responsáveis. Toda a gente no país consegue reconhecer qualidade no grupo do Portimonense, há aqui jogadores de grande talento, mas isso por si só não basta”, assinalou, considerando “lastimável” que o clube não consiga aproveitar a qualidade que tem à disposição.

Para Paulo Sérgio, trata-se de questões ligadas “a pormenores ao nível posicional, ao nível do espaço, com e sem bola”, em que será preciso “trabalhar afincadamente”.

“Ninguém pense que, por haver qualidade, vão ser favas contadas. A luta será até à última jornada e é a minha convicção de que vamos chegar lá com os pontos suficientes”, concluiu o treinador, que traz consigo Bruno Veríssimo, treinador de guarda-redes, para juntar à equipa técnica já formada por Rolão Preto, Ricardo Pessoa e Pedro Silva.

Paulo Sérgio, de 51 anos, regressa a Portugal, depois de ter treinado os sauditas do Al Taawon, os iranianos do Sanaf Naft e o Dibba Al Fujairah, dos Emirados Árabes Unidos.

A última equipa lusa que treinou foi a Académica, em 2014/15, após passagens por APOEL, Cluj e Hearts e de ter orientado Sporting, Vitória de Guimarães, Paços de Ferreira, Beira-Mar, Santa Clara e Olhanense.

Folha, que cumpria a sua segunda temporada no clube, deixou o Portimonense em 18 de janeiro, após uma derrota por 3-0 no terreno do Desportivo das Aves. Nas últimas três jornadas, Bruno Lopes esteve interinamente no comando da equipa.

João Prudêncio

João Prudêncio

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

Tamanho da Fonte
Contraste