Pavimentação em Castro Marim: Falta de recursos humanos obriga a contratar empresa externa

.

.

As obras de abastecimento de água potável domiciliária já realizadas, em regime de administração direta, em algumas povoações de Castro Marim, obrigaram à abertura de valas em pavimentos betuminosos, mas a pavimentação ainda não tinha sido realizada por falta de recursos humanos.

“Por uma questão de justiça, a Câmara Municipal consignou a obra a uma entidade externa e os trabalhos já começaram”, explica a autarquia.

Concluídas estão já as intervenções nas povoações de Fernão Gil, Corte Gago, Monte das Pereiras, Nora Nova, Nora Velha e Alta Mora e seguem-se as de Cabeço da Junqueira, Vale das Zorras e Alcarias Grandes.

Este é um investimento de cerca de 20.000 euros, que a autarquia prevê ver concluído no prazo de um mês.

Atualmente estão a decorrer também as obras que de um projeto de infraestruturas de abastecimento de água a 28 povoações do concelho, que representam 4 milhões de euros de investimento.

“Além do desenvolvimento e melhoria das condições de vida da população residente, a concretização destes projetos de abastecimento de água domiciliária representa também uma indiscutível valorização do interior do concelho de Castro Marim, funcionando como fator de atratividade a novos residentes e como alavanca da economia local, nomeadamente no setor do turismo”, sublinha a autarquia.

Advertisements

pub

 

Advertisements
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste