PJ Polícia Judiciária
Polícia Judiciária (PJ)
ALGARVE

PJ detém residente no Algarve suspeito de ter violado enteada ao longo de nove anos

 Um homem foi detido no Algarve por suspeita de ter violado a enteada ao longo de nove anos e por violência doméstica sobre a companheira, anunciou hoje a Polícia Judiciária (PJ).

Em comunicado, a diretoria do Sul da PJ explica que sobre este homem, de 50 anos de idade, recaem “fortes indícios da prática dos crimes de violação agravada e violência doméstica”.

Os factos em investigação terão decorrido ao longo de vários anos.

Os episódios de violência doméstica sobre a companheira, de 46 anos, aconteceram desde o início da relação, a partir de 2007, e os abusos sexuais sobre a enteada aconteceram desde que esta, agora com 19 anos, tinha 10 anos de idade.

A PJ diz que estes abusos “foram evoluindo de gravidade” e que o último ocorreu na semana passada.

“As agressões físicas, psicológicas e sexuais verificavam-se no interior da residência do agregado, em ambiente totalmente controlado pelo suspeito”, acrescenta.

O homem vai agora ser presente às autoridades judiciárias competentes para interrogatório e aplicação das medidas de coação.

O inquérito é dirigido pelo Ministério Público da secção de Olhão do Departamento de Investigação e Ação Penal de Faro.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste