Polícia usa gás lacrimogéneo para parar camionistas em protesto

A polícia grega usou hoje gás lacrimogéneo para dispersar centenas de camionistas em protesto na capital, Atenas, contra a imposição de uma ordem governamental que impõe o fim da sua paralisação.

Segundo a BBC online, garrafas foram atiradas no exterior do Ministério dos Transportes e camionistas tentaram trepar os portões de acesso e entrar dentro do edifício.

Os camionistas em greve – que hoje se manifestavam pedindo uma reunião com o ministro dos Transportes, Dimitris Reppas – exigem compensações na sequência do pacote de medidas de austeridade, que propõe a liberalização do setor. E argumentam que o preço das novas licenças é injusto.

A greve dos camionistas, hoje no quarto dia, paralisou o país, deixando os postos de abastecimento sem combustível e longas filas naqueles que ainda têm algum, provocando escassez de alimentos e afastando os turistas.

Após negociações falhadas com os sindicatos, o governo grego impôs o fim da paralisação e o regresso dos camionistas ao trabalho, recorrendo a uma medida de emergência normalmente reservada a tempo de guerra ou a desastres naturais.

O primeiro ministro, Georges Papandreou, justificou a medida com as “repercussões negativas” da greve, que “provocou perturbações sérias na vida económica e social”.

Advertisements
albufeira -
Advertisements
Tamanho da Fonte
Contraste