Política de correção

O Jornal do Algarve norteia a sua cobertura jornalística pelos princípios da exigência e do rigor. Isso não significa que não possam ser cometidos erros ou imprecisões. Por estarmos conscientes de que esse é um risco real, por muito que procuremos evitá-lo, também entendemos que devemos ser rápidos e absolutamente transparentes na forma como admitimos perante os nossos leitores onde falhámos — e como corrigimos o erro.

Correção de dados factuais

Sempre que um texto contenha erros factuais, o Jornal do Algarve prioriza a sua correção. E, no momento em que é feita a correção do artigo original, os leitores são informados da alteração introduzida — independentemente de a falha ter sido detetada pelo Jornal do Algarve ou ter sido sinalizada por um leitor. Deve ser colocada uma nota no final no artigo que dê conta do conteúdo alterado e refira também a hora a que essa alteração foi feita.

Clarificação de informações

Há casos em que uma parte de um texto carece de clarificação. Quando essa clarificação é significativa, deve ser colocada uma nota no final no artigo que dê conta do conteúdo alterado e refira também a hora a que essa alteração foi feita.

Atualizações

É frequente o Jornal do Algarve acompanhar eventos em tempo real, literalmente à medida que eles estão a decorrer. Em alguns casos, o Jornal do Algarve recorre ao formato de liveblog — e esse modelo, só por si, não requer informação adicional sobre a dinâmica da cobertura jornalística que está a ser feita pois indica a hora a que cada informação é acrescentada.

Noutros casos, o Jornal do Algarve opta por um artigo que vai sendo atualizado com regularidade. Quando isso acontece, os nossos leitores são informados de que estão perante um artigo “em atualização”.

Noutras situações, a evolução de um determinado evento obriga à atualização de uma notícia já publicada com dados que não eram conhecidos no momento da sua publicação. Nesses casos, deve ser colocada uma nota no final no artigo que dê conta do conteúdo atualizado e refira também a hora a que essa atualização foi feita.

Correção de notificações

As notificações push são a forma mais imediata do Jornal do Algarve informar os leitores de um acontecimento de última hora ou com particular relevância. Se uma notificação for enviada com um erro factual, o Observador repete o envio da notificação original, entretanto corrigida, e com a indicação de que foi feita uma “correção”.

Correções e atualizações nas redes sociais

Qualquer correção e atualização feita em textos publicados no site do Jornal do Algarve deve ser também efetuada em conteúdos colocados em redes sociais.

Apagar conteúdos publicados

Só em situações absolutamente excecionais o Jornal do Algarve admite apagar conteúdos já publicados. Sempre que o direito de resposta a determinado artigo for exercido, o Jornal do Algarve indicará no texto que esse direito de resposta existe, com um link para o artigo onde ele pode ser lido, e o artigo em causa não será apagado. Caso surjam dados novos sobre um tema objeto de um artigo, o Jornal do Algarve poderá, sempre que possível, fazer mais investigações que conduzam à eventual publicação de novos artigos sobre o tema.

Tamanho da Fonte
Contraste