ALGARVE

Portimão inicia requalificação da antiga estação salva-vidas de Alvor

Estacao salva vidas alvor

A Câmara de Portimão já iniciou as obras para requalificar a antiga estação do Instituto de Socorros a Náufragos (ISN) de Alvor e transformá-la no Centro interpretativo do Salva-vidas, anunciou a autarquia

As obras do centro interpretativo, orçadas em 312.000 euros, vão adaptar a antiga casa refúgio do ISN em Alvor e o espaço envolvente para criar um núcleo museológico “dedicado à história deste equipamento e à tradição piscatória da comunidade local”, precisou o município do distrito de Faro.

“O Centro Interpretativo do Salva-vidas de Alvor consiste num projeto museológico, acompanhado pelo Museu de Portimão, que se encontra a desenvolver a investigação e a produzir os conteúdos e discurso expositivo”, adiantou a autarquia num comunicado.

A mesma fonte esclareceu que as obras agora em curso vão fazer a “recuperação da antiga Estação do ISN”, desativada há 40 anos, bem como da embarcação salva-vidas ‘Alvor’, que aí iniciou atividade em 1933, e contam com financiamento comunitário através do CRESC Algarve 2020 – Programa Operacional Regional do Algarve, através do PADRE – Plano de Ação de Desenvolvimento de Recursos Endógenos.

“Um dos principais pontos de interesse do futuro Centro Interpretativo, que constituirá um forte ponto de atração turística também na época baixa, vai ser o antigo salva-vidas ‘Alvor”, de grande importância para os pescadores da terra, com recurso à gravação de testemunhos na primeira pessoa de antigos tripulantes desta embarcação afeta ao ISN e seus familiares, os quais poderão ser escutados pelos visitantes”, indicou a autarquia.

O projeto reforça o trabalho do Museu de Portimão “assente nas vivências das comunidades do município” e permite “aprofundar e transmitir mais conhecimento sobre a vocação marítima e piscatória” de comunidades locais, além de dar resposta a uma “velha aspiração dos alvorenses” de verem “recuperada” a estação do ISN.

O município algarvio sublinhou que a criação deste núcleo museológico foi possível devido a um protocolo de colaboração entre o Ministério da Defesa Nacional e o Município de Portimão para permitir a “manutenção da casa abrigo da ex-estação salva-vidas de Alvor” e “gestão, conservação e manutenção do espaço para instalação do projeto museológico”. 

A requalificação vai “respeitar as características originais do edifício e envolvente ribeirinha, onde existe ainda a antiga rampa e carris de varagem do salva-vidas”, assegurou a Câmara de Portimão. 

Vão também ser feitas a “preservação das coberturas”, a “reformulação das instalações sanitárias, redes de água e esgotos”, a “instalação elétrica”, a “implantação de condições de segurança contra risco de incêndio” e a “correção do comportamento térmico e acústico do edifício”, acrescentou a autarquia.

PUB
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste