ALGARVE ÚLTIMAS

Portimão testa plano de emergência

.
.

No próximo dia 26 de fevereiro vai decorrer em todo o concelho de Portimão o exercício “Intempéries 2014”, planeado e conduzido com a finalidade de testar e exercitar a resposta dos agentes de proteção civil a uma tempestade de efeitos destruidores.

O “Intempéries 2014” vai testar o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil de Portimão (PME), tendo sido considerado como cenário a ocorrência de uma intempérie com probabilidade de gerar elevados danos materiais e humanos.

De acordo com esse cenário, entre as 9h00 e as 11h00 da próxima quarta-feira, o barlavento algarvio é afligido por chuva intensa, vento muito forte e trovoada que provocam múltiplos danos pessoais e materiais na área do município de Portimão, nomeadamente edifícios danificados, sítios isolados, estradas intransitáveis, postes de eletricidade, árvores e muros derrubados e muitas culturas desfeitas, sobretudo devido ao transbordo dos cursos de água.

Face à situação verificada e às informações recebidas, a presidente da câmara municipal, Isilda Gomes, determina a convocação da Comissão Municipal de Proteção Civil (CMPC), tendo em vista a análise da situação e a preparação de eventuais medidas a tomar, assegurando desde logo a direção e coordenação das operações de salvamento, proteção e socorro.

A CMPC decidirá sobre a eventual ativação do PME – Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil de Portimão e sobre a declaração da situação de alerta, enquanto o Comando Distrital de Operações de Socorro de Faro da Autoridade Nacional de Proteção Civil será informado da situação, admitindo-se a necessidade de solicitar reforço de pessoal e meios materiais.

Ao longo da manhã continuam a verificar-se períodos de chuva forte e ventos na ordem dos 100km/h, que juntamente com a preia-mar irá agravar a situação, nomeadamente na baixa da cidade, sendo também afetadas pelas condições meteorológicas as escolas, que terão a oportunidade neste exercício de testar os seus procedimentos de evacuação de alunos.

Teste efetivo à capacidade de resposta

Após a recente aprovação da primeira revisão ordinária do PME pela Comissão Nacional de Proteção Civil, é objetivo desta ação assegurar que o mesmo é efetivo na resposta a eventuais acidentes graves ou catástrofes que aconteçam no município.

Neste âmbito, a CMPC, os agentes de proteção civil locais participantes, as entidades cooperantes e o Serviço Municipal de Proteção Civil de Portimão (SMPC) atuarão nesta condução, como se de uma situação real se tratasse, procedendo às ações necessárias para a resolução da mesma.

Os principais objetivos definidos para o exercício, além dos de treino operacional, passarão por operacionalizar o PME de Portimão, na componente da resposta imediata, do comando e gestão de informação, por exercitar o planeamento e a condução de um exercício de âmbito municipal por parte da CMPC, bem como a articulação operacional entre os agentes de proteção civil, as entidades cooperantes e o SMPC de Portimão.

Também proporcionará exercitar por parte da CMPC a gestão dos meios disponíveis para as ações de resposta a um acidente grave ou catástrofe e a capacidade de resposta do SMPC, testando em simultâneo a estrutura de comando e controlo e a arquitetura dos sistemas de comando, comunicações e apoio à decisão.

JA

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste