Portimão: Três hotéis junto a arribas instáveis teria “impactos irreversíveis”

Praia João Arens - Portimão

Praia João Arens – Portimão

O projeto imobiliário que previa a construção de três unidades hoteleiras a menos de 200 metros do mar, no litoral de Portimão, obteve uma declaração de impacte ambiental desfavorável. A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve justifica a decisão com a perspetiva de “impactes irreversíveis” na paisagem, suscetíveis de “comprometer a identidade” de uma das poucas zonas do litoral algarvio que ainda preserva os traços originais

“Uma clara repetição dos erros do passado, como nada se tivesse aprendido.” Era desta forma que um grupo de cidadãos de Portimão e a Almargem – Associação de Defesa do Património Cultural e Ambiental do Algarve, classificavam o controverso projeto imobiliário que estava previsto nascer em breve na ponta de João de Aréns, no litoral do concelho de Portimão…

Leia a notícia completa na edição em papel.

pub

 

 

 

pub

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste