“Portugal Tem Lata” mostra história da indústria conserveira em Portimão

Das 152 fábricas de conservas de peixe que existiam em Portugal nas vésperas da Segunda Guerra Mundial, restam hoje 21. O documentário “Portugal Tem Lata”, que vai ser exibido pela primeira vez este sábado, no Museu de Portimão, propõe-se recuar aos primórdios das conserveiras nacionais, sem esquecer o papel de Portimão como um dos mais importantes centros conserveiros do país

No próximo sábado, dia 15 de junho, pelas 19h00, o filme-documentário “Portugal Tem Lata” vai ser exibido em ante-estreia no auditório do Museu de Portimão, sendo posteriormente transmitido pela RTP. A entrada é livre.

Durante anos considerado um alimento de tropas e de pobres, algumas conservas de peixe atingem hoje um estatuto de sabor e qualidade “gourmet” e são já um símbolo português presente em todo o mundo. A história do país dos últimos séculos é indissociável da indústria conserveira, da qual Portugal chegou a ser o maior produtor a nível mundial.

Assim, o documentário “Portugal Tem Lata” propõe-se recuar aos primórdios das conserveiras nacionais para depois abordar, durante cerca de 1h40, o longo caminho que foi necessário percorrer até ao ponto em que se encontra hoje este setor económico tão determinante para o país…

Leia a notícia completa na edição em papel.

pub

 

 

 

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste