Portugueses entre os líderes de investigação e desenvolvimento

.

Há várias empresas lusas com presença no ranking europeu dos mil maiores investidores em investigação e desenvolvimento (I&D). A Portugal Telecom é a única empresa nacional que figura entre os cem primeiros da lista mas a EDP, a Caixa Geral de Depósitos, a Bial ou a Novabase também integram este ranking

.

Segundo o relatório da Comissão Europeia as empresas que investe em I&D tendem a gerar mais emprego.

As empresas europeias estão a aumentar o seu ritmo de investimento em investigação e desenvolvimento (I&D), equiparando-se cada vez mais aos índices dos Estados Unidos, um histórico investidor, nesta matéria. A confirmar esta tendência está o relatório agora divulgado pela Comissão Europeia “The 2012 EU Industrial R&D Investment Scoreboard” que analisa as 1000 empresas europeias com maior investimento em I&D e as 1500 em todo o mundo. Há cinco empresas portuguesas neste ranking. A Portugal Telecom (PT) está entre os 100 maiores investidores europeus na área e ocupa mesmo a sexta posição mundial, entre as empresas de telecomunicações que mais investem em investigação e desenvolvimento, em percentagem de receitas.

Os números são claros e mostram que o investimento das empresas europeias em I&D aumentou em 2011 8,9% totalizando um valor total de investimento na ordem dos 144,6 milhões de euros. O crescimento registado na Europa, neste domínio, está segundo o relatório muito próximo do verificado nos Estados Unidos onde as empresas aumentaram o seu investimento em cerca de 9%, face a 2001. Quer a Europa quer os Estados Unidos estão acima da média mundial de investimento que não excedeu os 7,6%. Para a Comissão Europeia “a evolução é positiva” ainda que os Estados Unidos continuem muito à frente do velho continente em matéria de valor absoluto do investimento industrial em I&D, fixado em 178,4 mil milhões de euros e também no que diz respeito ao retorno que as empresas retiram do investimento realizado.

Uma análise detalhada do estudo demonstra que há uma tendência para o crescimento do emprego nas empresas onde o investimento em I&D assume maiores proporções. E entre o universo de empresas analisadas, é possível verificar que entre os 50 maiores investidores mundiais em I&D, uma boa fatia da ranking é composto por empresas Europeias, muitas delas com operações em Portugal (ver tabela). No total, a Europa coloca nesta lista de excelência 405 empresas. Os Estados Unidos mantêm a liderança do ranking das 1000 melhores, com 503 organizações cotadas. A empresa europeia com a melhor posição (a 3ª) nesta lista liderada pela japonesa Toyota, é a Volkswagen.

Portugal não surge destacado na análise, mas tem seis empresas neste ranking, merecendo destaque o facto de no país 30 a 50% da I&D na indústria ser assegurada por empresas estrangeiras no país. Ainda assim, a PT destaca-se logo nas primeiras 100 empresas que mais investem em investigação e desenvolvimento. A empresa ocupa a 97ª posição (sexta se a análise recair apenas sobre os operadores de telecomunicações mundiais) e investiu em I&D 3,6% sob as suas receitas, que ascenderam em 2011 a ¤6,147 mil milhões em 2011. Na Europa, onde a média é de 1,4%, a PT é o segundo operador a realizar maior investimento na área, sendo ultrapassada apenas pela British Telecom, com 3,7% de investimento realizado. Zeinal Bava, presidente da PT, já anunciou a intenção da empresa de manter, apesar da adversidade, os atuais níveis de investimento na área.

Além da PT, Portugal tem também nesta lista empresas como a EDP, a Caixa Geral de Depósitos, a Novabase ou a Bial que investe cerca de um terço da sua faturação anual em I&D. Já a Novabase tem um saldo de investimento realizado superior a 26 milhões de euros nos últimos três anos. Só este ano a empresa integrou 250 novos colaboradores e para Paulo Salvado, CEO da tecnológica, “a aposta permanente na inovação é uma forma de diferenciar as soluções que oferecemos e crescer internacionalmente”.

Cátia Mateus (Rede Expresso)

.

50 maiores investidores mundiais de I&D

1º Toyota Motor (Japão)
2º Microsoft (Estados Unidos)
3º Volkswagem (Alemanha)
4º Novartis (Suíça)
5º Samsung Eletronics (Coreia do Sul)
6º Pfizer (Estados Unidos)
7º Roche (Suíça)
8º Intel (Estados Unidos)
9º General Motors (Estados Unidos)
10º Merck US (Estados Unidos)
11º Johnson & Johnson (Estados Unidos)
12º Daimler (Alemanha)
13º Panasonic (Japão)
14º Honda Motor (Japão)
15º Nokia (Finlândia)
16º Sanofi-Aventis (França)
17º GlaxoSmithKline (Reino Unido)
18º Sony (Japão)
19º Siemens (Alemanha)
20º Nissan Motor (Japão)
21º Robert Bosch (Alemanha)
22º Cisco Systems (Estados Unidos)
23º IBM (Estados Unidos)
24ºHitachi (Japão)
25º Ford Motor (Estados Unidos)
26º Google (Estados Unidos)
27º Eli Lilly (Estados Unidos)
28º AstraZeneca (Reino Unido)
29º Ericsson (Suécia)
30º General Electric (Estados Unidos)
31º Oracle (Estados Unidos)
32º BMW (Alemanha)
33º EADS (Noruega)
34º Abbot Laboratories (Estados Unidos)
35º Toshiba (Japão)
36º LG (Coreia do Sul)
37º Canon (Japão)
38º Bayer (Alemanha)
39º Bristol-Myers Squibb (Estados Unidos)
40º Denso (Japão)
41º Huawei (China)
42º Takeda Pharmaceutical (Japão)
43º Boeing (Estados Unidos)
44º NTT (Japão)
45º Peugeot (França)
46º Boehringer Ingelheim (Alemanha)
47º Hewelett-Packaerd (Estados Unidos)
48º Alcatel-Lucent (França)
49º Fujitsu (Japão)
50º Qualcomm (Estados Unidos)

Advertisements
Advertisements
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste