Primeiro Caminho Marítimo de Santiago parte rumo à Galiza

A iniciativa tem o Alto Patrocínio da Presidência da República e o apoio institucional da Marinha Portuguesa

Está tudo a postos para a largada do cruzeiro inaugural do novo e primeiro Caminho Marítimo de Santiago em Portugal. A partida está agendada para o próximo sábado, dia 28 de maio, às 09:00, no porto de Vila Real de Santo António, e contará com a presença da ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa

O projeto “Caminho Marítimo de Santiago em Portugal” pretende recriar, na costa portuguesa, a mítica viagem da “Barca de Pedra”, que terá transportado o corpo do Apóstolo Santiago até à Galiza, navegando entre os locais que estão historicamente associados ao culto e à Ordem de Santiago.

Este é um evento que conta com o apoio e o envolvimento da estação Náutica do Baixo Guadiana, coordenada pela Associação Naval do Guadiana e dos municípios de Vila Real de Santo António, Castro Marim e Alcoutim, que criaram todas as condições para assegurar a partida inaugural.

O cruzeiro, composto por cerca de 20 embarcações (veleiros convidados), entre as quais a Caravela Vera Cruz, assim como várias embarcações internacionais, irá partir do porto de Vila Real de Santo António, em direção ao porto de Vilamoura (onde irá pernoitar), reunindo cerca de 150 participantes.

Este caminho náutico, composto por 12 etapas, irá depois viajar em direção a Sines (30 de maio), seguindo-se Cascais (01 de junho), Peniche (03 de junho), Ria de Aveiro (04 de junho), Matosinhos (06 de junho), Viana do Castelo (08 de junho), Baiona (10 de junho), Vila Garcia de Arousa (11 de junho) e, por fim, Pádron (12 de junho). O itinerário por mar irá percorrer cerca de 500 milhas náuticas. O percurso de 12 quilómetros que liga Pádron a Santiago de Compostela será feito a pé pelos viajantes nautas.

Paralelamente ao culto de Santiago, o novo e primeiro Caminho Marítimo de Santiago em Portugal tem também como objetivo contribuir para a diversificação da oferta turística, para a qualificação dos serviços e das infraestruturas marítimas e para a coesão territorial e desenvolvimento de parcerias transfronteiriças, segundo a autarquia.

- Publicidade -

Assim, este novo itinerário irá permitir a exploração da paisagem costeira e a redescoberta da história e da cultura locais, nomeadamente do concelho de Vila Real de Santo António, que será uma referência para todos os que desejarem iniciar a rota em território português.

A iniciativa conta com quase uma dezena de embaixadores, nomeadamente Fernando Pimenta, João Rodrigues, Joana Pratas, Francisco Lufinha, Hugo Rocha e Ângela Fernandes.

Caravela Vera Cruz servirá de guiar ao cruzeiro inaugural

A Caravela Vera Cruz será a Estrela Polar que irá conduzir o cruzeiro inaugural até Pádron. Construída no início do século para celebrar os 500 anos da descoberta do Brasil, vai ser possível subir a bordo desta réplica exata das antigas caravelas portuguesas em todas as estações náuticas que integram o percurso.

No porto de Vila Real de Santo António, a Caravela estará aberta ao público em geral e pode ser visitada, a partir da tarde desta quarta-feira, 25 de maio, e nos dias 26 e 27 de maio, entre as 10:00 e as 20:00. Aí permanecerá até 28 de maio, dia da largada.

 Recriar a viagem da “Barca da Pedra”

Reza a lenda que, no primeiro milénio, o corpo de Tiago, um dos 12 apóstolos de Jesus Cristo, atravessou o Mediterrâneo, numa viagem que ligou Jaffa, na Palestina, até Campus Stella, na Galiza. A esta viagem mítica deu-se o nome de “Barca de Pedra”.

O corpo do apóstolo terá sido sepultado num bosque e o seu túmulo descoberto apenas oito séculos depois, quando uma estrela guiou o primeiro peregrino até ao local. Esta foi a primeira grande peregrinação e o primeiro Caminho de Santiago.

- Publicidade-spot_img

Deixe um comentário

- Publicidade-spot_imgspot_img

+ Populares

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -santos-populares-portimao

Leia Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Tem uma Dica?

Contamos consigo para investigar e noticiar

Tamanho da Fonte
Contraste