ALGARVE COVID-19

Primeiros pescadores da Organização de Produtores do Algarve vão ser hoje testados

.
[mobileonly] [/mobileonly]

As autoridades de saúde vão começar a testar hoje os primeiros de 138 pescadores da Organização de Produtores de Pesca do Algarve (OlhãoPesca) inscritos para realizar testes à covid-19, disse à Lusa o presidente.

Segundo Miguel Cardoso, os testes para despistar a doença provocada pelo novo coronavírus vão ser dirigidos a um total de 138 homens daquela organização, que são tripulantes de 26 embarcações de Portimão, Quarteira e Olhão, no distrito de Faro.

A “grande parte” dos profissionais que vão ser testados pertencem a “embarcações que vão começar a laborar agora”, acrescentou a mesma fonte, referindo-se ao início de atividade na pesca da sardinha (cerco), prevista para segunda-feira.

Questionado sobre o local onde vai ser feita a testagem, Miguel Cardoso esclareceu que, “no caso de Olhão e Quarteira”, os testes vão ser realizados “nos respetivos portos de pesca, nas instalações da Docapesca, onde vão estar equipas do Algarve Biomedical Centre (ABC)”.

O ABC, consórcio entre a Universidade do Algarve e o Centro Hospitalar e Universitário do Algarve, tem sido a entidade responsável pela realização de testes em lares de idosos e creches, entre outras instituições, na região do Algarve.

O presidente da OlhãoPesca admitiu, contudo, que “pode também haver casos de profissionais que não conseguem estar presentes” e serão depois testados noutro local.

Miguel Cardoso enalteceu a medida que visa testar os pescadores nacionais à covid-19, por permitir transmitir segurança a trabalhadores e consumidores e dar a todos “alguma tranquilidade” para iniciar a atividade.

“Acaba por ser uma medida que nos vai dar mais alguma segurança – aos armadores e tripulantes das embarcações – para iniciar a atividade de forma mais segura e dar uma imagem de confiança ao setor, ao mercado e indústria que compra o pescado”, considerou.

A Lusa contactou, também, a Associação dos Armadores e Pescadores de Quarteira (Quarpesca), mas o presidente, Hugo Martins, disse que “para já, a associação não vai participar” na testagem da comunidade piscatória, porque “a maioria das embarcações maiores (cerco) não mostraram vontade para realizar testes”.

Questionado sobre o motivo que levou esses profissionais a não aderirem ao programa de testagem, Hugo Martins apenas respondeu que os tripulantes “não querem fazer o teste por opção”, quantificando que a Quarpesca representa 10 embarcações de cerco, num universo total de 130.

Hugo Martins acrescentou, no entanto, que a associação vai iniciar ainda esta semana uma ação de sensibilização junto dos tripulantes, que conta já com 20 inscrições, um número mais reduzido do que o habitual devido às medidas de distanciamento social impostas pela pandemia de covid-19.

Quem aderiu à testagem foi a Cooperativa dos Armadores de Pesca do Barlavento (Barlapescas), cujo presidente, Mário Galhardo, disse à Lusa aguardar pela marcação das datas para a testagem de profissionais, de forma a “estar concluída antes de 01 de junho”.

A Docapesca – Portos e Lotas, S.A. anunciou que vai assegurar parte da comparticipação nacional das candidaturas apresentadas pelas organizações do setor da pesca para a realização de testes de diagnóstico da covid-19, que também já começaram a ser realizados junto de comunidades piscatórias do norte do país.

“Esta medida de defesa da saúde pública tem por objetivo o reforço das condições de trabalho e de segurança dos profissionais do setor da pesca, que diariamente continuam a operar nos portos de pesca sob gestão da empresa”, justificou a empresa que gere os portos e lotas portugueses.

Portugal contabiliza 1.356 mortos associados à covid-19 em 31.292 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia.

Relativamente ao dia anterior, há mais 14 mortos (+1%) e mais 285 casos de infeção (+0,9%).

O número de pessoas hospitalizadas baixou de 513 para 510, das quais 66 se encontram em unidades de cuidados intensivos (menos uma).

O número de doentes recuperados é de 18.349.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: