Projeto #AlgarveFazBem moderniza o ensino algarvio

A atuação da CRESC Algarve 2020 esteve na origem das obras que revolucionaram 63 escolas algarvias, dotando estas instituições de ensino com arquitetura bioclimática em edifícios envidraçados, espaços amplos e luminosos, redes e equipamentos modernos e eficientes, salas construídas de raiz, incluindo centros de apoio à aprendizagem. Atualmente, o projeto está a investir 34 milhões de euros na melhoria das infraestruturas escolares, com o apoio do Programa Operacional Regional do Algarve.

As Escolas Básicas do 2.º e 3.º Ciclos D. Dinis em Quarteira, a E.B. 2,3 Professor José Buísel em Portimão e a Escola Básica e Jardim de Infância de Espiche e a Escola Básica da Luz são alguns dos espaços de ensino que usufruíram do programa.

Fazendo frente ao problema do amianto, um pacote de 3,8 milhões de euros do CRESC Algarve 2020 vai permitir ainda o fim do uso deste fibrocimento até ao final do ano, em 31 estabelecimentos, de Monchique a Vila Real de Santo António, colocando o Algarve como uma primeiras regiões do país com todas as escolas livres de amianto.

A Escola Digital é outra das prioridades do programa, que se compromete com o desafio de garantir a equidade no acesso a ferramentas digitais de qualidade no ensino até 2025, estando disponíveis 400 milhões para investir em matéria de literacia digital.

Para além disto, o CRESC Algarve 2020 prevê duplicar o número de Centros Qualifica para que mais adultos possam ter novos horizontes de futuro.

- Publicidade-spot_img

Deixe um comentário

- Publicidade-spot_imgspot_img

+ Populares

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -santos-populares-portimao

Leia Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Tem uma Dica?

Contamos consigo para investigar e noticiar

Tamanho da Fonte
Contraste