Projeto “Há UV na praia” para corpos sãos

O projeto “Há UV na praia”, está presente em duas praias de Portimão, 1 de Lagoa e outra de Lagos, baseando-se na sinalização dos raios ultravioleta (UV) nas praias, utilizando cores diferentes de modo a identificar a intensidade solar em termos de radiação ultravioleta. Um projeto que iniciou em 2016 nas praias de Portimão e que é organizado pelo Agrupamento de Escolas Manuel Teixeira Gomes. Uma iniciativa que pretende tornar as praias mais seguras, de modo a que a população desenvolva comportamentos para proteger o seu corpo. 

Esta iniciativa “Há UV na praia” está presente na Praia da Rocha e Praia do Vau em Portimão; na Praia Grande em Lagoa; Meia Praia e Praia de Porto de Mós em Lagos. Este projeto contou com o apoio do alto patrocínio do Hospital Particular do Algarve, com o Município de Portimão, a Junta de Freguesia de Portimão, a Capitania do Porto de Portimão, a Agência Portuguesa do Ambiente, o Rotary Clube da Praia da Rocha e as concessões de praia. As concessões são um elo fundamental para o sucesso do projeto porque é na praia que as bandeiras-gota, indicativas do estado solar de radiação UV, são mostradas, e substituídas, com a cor adequada de acordo com a variação do índice ultravioleta ao longo do dia. Como por exemplo a Praia do Vau (Portimão), tem a  Bandeira laranja, que é indicativa do índice UV Elevado.

Após os 3
anos de pesquisa, o Agrupamento
de Escolas Manuel Teixeira Gomes verificou que, o pico máximo do iUV (índice
ultravioleta) muito alto (bandeira vermelha) foi registado nos meses de junho e
de julho do verão de 2016; no verão de 2017 o valor máximo, do iUV muito alto,
ocorreu só no mês de setembro. Deste modo, o iUV muito alto requer os seguintes
comportamentos de proteção: uso de óculos de sol com filtro uv, protetor solar,
chapéu, t-shirt, guarda-sol e as crianças deverão evitar a exposição ao sol.

pub

 

 

 

Tamanho da Fonte
Contraste