Projeto torna latente diferentes visões sobre turismo algarvio

.
.

O projeto turístico que prevê a construção de três hotéis, cinco aldeamentos, diversos espaços comerciais e um campo de golfe, no decorrer deste ano, na Praia Grande, em Silves, está a dividir opiniões. Por um lado, os promotores e a autarquia acenam com a criação de mais de 1.500 postos de trabalho e receitas na ordem dos 35 milhões de euros. Do outro, os ambientalistas e a oposição temem os efeitos dos impactos que este mega empreendimento pode causar nesta zona sensível. Os argumentos de ambas as partes vão voltar a ser esgrimidos numa reunião extraordinária em Silves

A apresentação pública do parque ambiental da Praia Grande, promovida pela empresa Finalgarve, no início deste mês, não tranquilizou a oposição da Câmara de Silves nem as associações ambientalistas. O empreendimento, que está previsto arrancar ainda este ano naquela zona, junto à Lagoa dos Salgados, está a gerar muita controvérsia e voltará a ser alvo de discussão numa reunião de câmara, marcada para o próximo dia 27 de fevereiro, a pedido da vereação socialista.

O PS de Silves decidiu requerer esta reunião extraordinária por entender que “o assunto deve ser alargado às associações ambientais locais, regionais e nacionais, no sentido da defesa dos valores naturais da área do Plano de Pormenor da Praia Grande”, que foi aprovado em 2007…

(Toda a informação na edição em papel do JA – 14 de fevereiro)

NC

Advertisements
Advertisements
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste