Projeto vai combater plástico e salvar cavalos-marinhos na Ria Formosa

O cavalo-marinho é uma espécie indicadora da qualidade ambiental, por isso funciona como um alerta para as ameaças que o sistema lagunar da Ria Formosa enfrenta

O cavalo-marinho é uma espécie indicadora da qualidade ambiental, por isso funciona como um alerta para as ameaças que o sistema lagunar da Ria Formosa enfrenta

A Ria Formosa está a participar num concurso internacional para combater o problema do plástico e salvar os cavalos-marinhos. O concurso mundial é organizado pela European Outdoor Conservation Association (EOCA), que tem como objetivo financiar projetos relevantes que promovam a biodiversidade, mas que contribuam simultaneamente para preservar espaços naturais de qualidade para as populações locais e outros visitantes entusiastas das atividades ao ar-livre. Em 2019, um dos cinco projetos pré-selecionados na categoria de “oceanos” é português e é promovido por uma pequena associação algarvia que apela agora ao voto de todos.

A Associação para o Estudo e Conservação dos Oceanos (aECO) considera que a nomeação para integrar este grupo restrito de projetos “é já por si uma vitória, porque traz grande visibilidade à Ria Formosa, ao Algarve e ao país”…

Leia a notícia completa na edição em papel.

pub

 

 

 

pub

WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste