POLÍTICA

PS reconquista Câmara de Monchique após 12 anos de liderança PSD

PauloAlves_PS_Monchique
Paulo Alves

O PS reconquistou este domingo a Câmara de Monchique elegendo Paulo Alves para presidente com maioria absoluta, obtendo três dos cinco mandatos em disputa, após 12 anos de liderança social-democrata.

De acordo com dados provisórios do Ministério da Administração Interna, o PS obteve 49,61% dos votos, tendo o PSD sido o segundo partido mais votado, com 21,50% dos votos, e o CDS-PP o terceiro, com 13,23%, tendo ambos obtido um mandato cada.

Em declarações à Lusa, Paulo Alves disse que esta é uma vitória “em toda a linha” para o PS, pois além da reconquista da autarquia, o partido manteve a Assembleia Municipal e recuperou uma freguesia, vencendo nas três freguesias do concelho.

“É uma vitória socialista em toda a linha em Monchique. Recuperámos para o PS a Assembleia de Freguesia de Marmelete e atualmente temos Câmara, Assembleia Municipal e as três freguesias do concelho”, afirmou.

Aquela autarquia regressa, assim, aos socialistas, depois de ter sido governada nos últimos 12 anos por Rui André (PSD), que não se recandidatou devido à lei da limitação de mandatos, embora tivesse antes estado nas mãos do PS durante 27 anos.

“Esta mudança era expectável, o PS fez um grande trabalho na oposição nestes últimos quatro anos e pôs Monchique em primeiro lugar ao contrário do protagonismo que o antigo presidente sempre procurou”, sublinhou.

Paulo Alves aproveitou para agradecer aos munícipes, que tiveram uma reação “muito grande” e “votaram pela mudança”, frisando que apesar de “não saber” o que vai encontrar na Câmara, o novo executivo tem “vontade de trabalhar para mudar”.

O gerente bancário, de 51 anos, tinha também estado na corrida à presidência do município nas eleições autárquicas de 2017, como independente apoiado pelo PS, conseguindo ser eleito como vereador.

Rui André, que quando foi eleito pela primeira vez tinha apenas 34 anos, conseguiu recuperar a Câmara para o PSD depois de o partido apenas ter liderado o município durante um mandato, entre 1976 e 1979.

O social-democrata conseguiu em 2009 destronar Carlos Tuta (PS), eleito pela primeira vez em 1983 e que, na altura, era o mais antigo presidente de Câmara na região.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste