PS vence em todos os concelhos do Algarve. CDU e CDS perdem deputados

O PS venceu as eleições legislativas deste domingo com 36,65% dos votos a nível nacional. No Algarve, os socialistas atingiram um resultado semelhante (36,76%), tendo conquistado mais 4% de votos em relação às eleições de 2015.

Segundo apurou o JORNAL do ALGARVE, o PS venceu em todos os concelhos da região, quando há quatro anos os sociais-democratas tinham vencido em Albufeira, Loulé e São Brás de Alportel.

Desta forma, os socialistas conseguem ganhar mais um representante pelo círculo eleitoral do distrito de Faro, passando de quatro para cinco deputados com assento parlamentar (Jamila Madeira, José Apolinário, Jorge Botelho, Joaquina Matos e Luís Graça), num total de nove deputados.

À semelhança do que aconteceu a nível nacional, o PSD foi a segunda força política mais votada na região algarvia, com 22,30% dos votos (a nível nacional atingiu os 27,90%), ficando a uma distância de 14 pontos percentuais dos socialistas. Apesar disso, os sociais-democratas passam de dois para três deputados com assento na Assembleia da República (Cristóvão Norte, Rui Cristina e Ofélia Ramos).

O terceiro partido mais votado no Algarve foi novamente o Bloco de Esquerda, com 12,31% (9,67% a nível nacional), mantendo desta forma o deputado João Vasconcelos entre os nove deputados eleitos pelo círculo de Faro.

As desilusões da última noite eleitoral surgiram do lado da CDU e do CDS-PP, já que ambos perderam o único deputado que tinham no Algarve. A CDU alcançou 7,05% dos votos, enquanto o CDS-PP não foi além dos 3,81% na região, tendo mesmo sido ultrapassado pelo PAN, que nestas eleições legislativas alcançou os 4,77% no Algarve (3,28% nos resultados nacionais).

Entre os restantes partidos, o único que ultrapassou a fasquia do 1% no Algarve foi o Chega, de André Ventura, com 2,14 dos votos (1,30% a nível nacional). Já o Livre esteve perto dessa marca, com 0,99%.

Já a abstenção voltou a ser bastante expressiva na região algarvia, atingindo os 54,17%, enquanto a nível nacional ficou-se pelos 45,50%.

Nuno Couto

NOTA: TODA A ANÁLISE AOS RESULTADOS ELEITORAIS DAS LEGISLATIVAS 2019 NA PRÓXIMA EDIÇÃO DO JORNAL DO ALGARVE – 10 DE OUTUBRO

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

>
Tamanho da Fonte
Contraste