ALGARVE ÚLTIMAS

PSD Alcoutim exige a Miguel Freitas respeito pelos alcoutenejos e um pedido de desculpas

A vila de Alcoutim luta há décadas pela construção de uma ponte que una as duas margens do Guadiana

O PSD de Alcoutim está indignado com as declarações proferidas por Miguel Freitas à Rádio Guadiana, em que, e de acordo com os próprios sociais democratas, o líder do PS Algarve disse que grande parte dos alcoutenejos já residem na localidade espanhola de Sanlúcar e que a construção de uma ponte entre as duas localidades faria com que fossem todos para lá.

“O engenheiro Miguel Freitas, conhecendo a luta que os alcoutenejos vêm travando, ao longo dos tempos, pela ligação com Sanlúcar, através de uma ponte, afirmou, ipsis verbis, que ‘esse objectivo já esmoreceu’, e tentou justificá-lo com uma enorme calúnia, afirmando que ‘grande parte dos habitantes de Alcoutim já residem em Sanlúcar, e que se houvesse a ponte iriam todos!’”, lamentam os sociais democratas de Alcoutim.

Os responsáveis daquela comissão política concelhia do PSD considera que “não há palavras para definir tamanha tresloucura” e garantem que atualmente há dois alcoutenejos a residir em Sanlúcar e dois sanluquenhos a residir em Alcoutim.

Neste sentido, o PSD Alcoutim exige um pedido de desculpas por o que consideram “irresponsabilidade”, “incoerência” e “desfaçatez”, que “não são próprios de representantes de um grande partido português”.

“Alcoutim e os alcoutenejos, no mínimo, exigem desculpas e continuarão na luta pela construção da ponte Alcoutim/Sanlúcar, fazendo jus a um anseio, de há décadas, destas populações, que tão esquecidas têm sido pelo seu poder central”, concluem.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste