PSD denuncia a gravidade do assoreamento da barra da Fuseta

A comissão política distrital do PSD Algarve aprovou uma moção, no passado sábado, durante uma reunião na Fuseta, no concelho de Olhão, que denuncia a gravidade da situação do assoreamento da barra e porto de pesca da Fuseta, que, segundo os sociais-democratas, “continua a causar problemas de segurança na navegação do canal e na passagem da barra, colocando em risco a vida dos pescadores e a própria atividade da pesca”.

“O PSD considera inadmissível que uma vila piscatória como a Fuseta, com tradições ancestrais no mar, não tenha uma barra digna. É uma terra costeira para o mar que desde os tempos dos antigos bacalhoeiros tem gerado dos melhores e mais destemidos pescadores do Algarve e do país”, acentuam os sociais-democratas, lembrando que, “em novembro de 2010, e apesar das vozes críticas da comunidade piscatória, e de especialistas nas movimentações das areias, o Governo realizou obras de recuperação do cordão dunar, para a abertura da nova barra, onde se situa atualmente, numa zona de elevada suscetibilidade ao assoreamento e galgamento oceânico”.

Assim, a comissão política distrital do PSD/Algarve mandatou o deputado Cristóvão Norte para questionar a ministra do Mar, o ministro do Ambiente e o secretário de Estado das Pescas, sobre quais as ações de dragagem e desassoreamento que estão previstas serem realizadas na Fuseta. Os sociais-democratas querem ainda saber “qual a avaliação técnica sobre a localização preferencial e estratégia para fixação da barra que foi adotada”.

O PSD insta também o presidente da Câmara de Olhão a “usar todos os meios ao seu alcance” para reclamar junto do Ministério do Mar e do Ministério do Ambiente, o desassoreamento da barra e do porto de pesca. “A solução a adotar deverá passar por previamente ouvir os pescadores”, remata o PSD Algarve.

Advertisements

pub

 

Advertisements
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste