Avenida Carlos Mota Pinto quarteira
Avenida Carlos Mota Pinto, em Quarteira
ALGARVE

Quarteira: Avenida Carlos Mota Pinto vai ser requalificada

A Avenida Carlos Mota Pinto, em Quarteira, vai ser alvo de obras de requalificação que pretendem “tornar o espaço público mais apelativo”, anunciou a Câmara Municipal de Loulé.

Com esta intervenção, os utentes vão ter a oportunidade de circular e passear com segurança naquela que é uma das principais artérias da cidade.

“Trata-se de uma intervenção no território muito importante do ponto de vista de requalificação urbana, da mobilidade suave, das acessibilidades, numa das principais entradas de Quarteira, que faz parte daquela que é uma estratégia municipal de requalificações sustentáveis por todo o concelho”, refere o vice-presidente da Câmara Municipal de Loulé, Pedro Pimpão.

Esta obra tem um investimento superior a 808 mil euros e abrange uma área com mais de 14 m2, com foco numa zona residencial e em áreas pedonais adjacentes ao troço da Avenida Carlos Mota Pinto, entre o cruzamento de Vilamoura e a Rotunda do Polvo.

Vão ser criados percursos pedonais e faixas com 1.50 metros de largura, em ambos os lados da avenida, destinados a bicicletas.

A rede pública de iluminação também será alvo de reabilitação, com a relocalização e substituição de candeeiros por tecnologia LED.

Já as passadeiras vão ser dotadas de condições de acessibilidade com o rebaixamento do passeio na zona de atravessamento, além da implementação de piso táctil na proximidade das mesmas e junto das paragens de autocarro.

Ao longo da zona de intervenção, será criado um corredor de vegetação onde serão colocadas as árvores existentes e plantados novos arbustos.

Está previsto que esta obra tenha a duração de um ano e quando estiver concluída, “irá a Junta de Freguesia de Quarteira, no âmbito das suas competências, gerir esta área do ponto de vista daquilo que é a limpeza urbana e a manutenção do espaço verde”, segundo o comunicado.

Este investimento, para o vice-presidente é importante “para a melhoria das condições da cidade de Quarteira, em relação às pessoas que aqui vivem, mas também aos comerciantes e empresários”.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste