DESPORTO

Razgatlioglu e Rea vencem corridas de Superbike em Portimão

Tropak Razgatlioglu superbike portimao
Tropak Razgatlioglu

O turco Toprak Razgatlioglu (Pata Yamaha) e o britânico Jonathan Rea (Kawasaki) venceram no sábado e no domingo, respetivamente, as corridas do Grande Prémio de Portugal de Superbike de motociclismo no Autódromo Internacional do Algarve (AIA), 11.ª ronda do Mundial.

Com a vitória do primeiro dia, Razgatlioglu aumentou em 45 pontos a distância sobre o britânico Jonathan Rea (Kawasaki), segundo do Mundial, cumprindo a primeira corrida no Algarve, num total de 20 voltas ao circuito, na distância de 91.840 metros, em 34.01,250 minutos.

O atual líder do Mundial gastou menos 691 centésimos de segundo do que o britânico Scott Redding (Aruba.it Racing Ducati), segundo classificado, e menos 10,628 segundos do que o francês Loris Baz, que fechou o pódio.

O piloto turco, que partiu da ‘pole position’, conseguiu manter o comando da corrida, embora mantendo acesa a disputa pela liderança com os britânicos Scott Redding (Ducati) e Jonathan Rea (Kawasaki), este último obrigado a desistir após uma queda.

Toprak Razgatlioglu, aos comandos de um Yamaha YZF R1, alcançou em Portugal a 16.ª vitória da sua carreira em 113 corridas de Superbike, somando um total de 49 pódios.

Já Joathan Rea, vencedor de seis corridas no circuito algarvio e que não terminou a primeira corrida portuguesa, mantém o segundo posto do Mundial de pilotos, com 429 pontos, seguido do seu compatriota Scott Reading (Ducati), terceiro, com 395.

No domingo, Jonathan Rea somou a 15.ª vitória ao cumprir as 19 voltas ao circuito algarvio, na distância de 87,248 quilómetros, em 32.21,137 minutos, à média de 161,809 km/hora.

O piloto britânico, hexacampeão mundial em título, partiu do 10.º lugar da grelha, assumindo o comando da prova à sexta volta, ao destronar o turco Tropak Razgatlioglu (Yamaha), atual líder do Mundial.

Razgatlioglu aos comandos de uma Yamaha YZF R1 partiu do sexto posto e assumiu a liderança à quinta volta, perdendo-a poucos metros depois para o britânico.

Ambos os pilotos discutiram a liderança da corrida até à entrada para a 12.ª ronda, altura em que uma queda colocou o turco fora de prova. A queda aconteceu na curva 15, a mesma que afastou Rea da corrida no sábado.

O também britânico Scott Redding (Ducati) assegurou o segundo lugar na corrida algarvia e o terceiro do Mundial de pilotos, terminando a 5,425 segundos do vencedor.

O francês Loris Baz (Ducati) fechou o pódio da segunda corrida do circuito de Portimão, ficando a 8,905 segundos de Jonathan Rea.

Com mais uma vitória no circuito algarvio – a terceira este ano em Portugal, depois da vitória em maio das duas corridas no Estoril – Rea reforçou o segundo lugar do Mundial de pilotos, com 454 pontos, menos 24 pontos do que o turco Razgatlioglu, líder com 478, e mais 30 do que o seu compatriota Scott Readding (424).

Em Supersport300, o português Tomas Alonso (Kawasaki) obteve a melhor a classificação entre os pilotos lusos, ao terminou no 27.º posto, a 15,852 segundos do vencedor da corrida, o espanhol Adrian Huertas (Kawasaki), que no sábado se sagrou campeão do mundo e que cumpriu hoje as 13 voltas ao circuito algarvio, na distância de 59,696 quilómetros, em 25.26,680 minutos, à média de 140,767 km/hora.

Dinis Borges (Kawasaki) concluiu a prova no 31.º posto, a 36.967 segundos do vencedor, enquanto Miguel Santiago Duarte obteve o 36.º posto, gastando mais 1.23,841 minutos para concluir a corrida.

PUB
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste