ALGARVE ÚLTIMAS

Re-food abre núcleo em Faro mas precisa de frigoríficos

.
.

O Re-food, projeto eco-humanitário baseado em voluntariado que pretende acabar com o desperdício dos alimentos preparados e com a fome nos bairros urbanos, vai abrir um núcleo em Faro, mas precisa de três frigoríficos para poder acondicionar os alimentos recolhidos.

Com esse objetivo, está a promover, na internet, desde segunda-feira e até 3 de junho, uma campanha de ‘crowdfunding’ (novobancocrowdfunding.ppl.pt/refood-faro) com o objetivo de angariar 1200 euros para a compra dos três frigoríficos, através da plataforma de financiamento corporativo.

“Para podermos funcionar necessitamos de mais três frigoríficos, os quais armazenam os alimentos recolhidos na recolha da noite, em condições adequadas de conservação, para distribuir no dia seguinte”, explicam os responsáveis do Re-food Faro, frisando que “é super fácil contribuir” já que qualquer pessoa pode faze-lo com apenas 1 euro.

O Re-food assenta em três pilares estruturais: Resgatar 100% do excedente alimentar, preparado e não vendido, dentro de uma área de actuação micro local; Proporcionar alimento a 100% das pessoas com carências alimentares, dentro desta mesma área; e Procurar envolver 100% da comunidade no desenvolvimento, operacionalização e apoio a este projeto.

.

.

.

.

Edição Semanal




PORTIMONENSE E-SPORTS APRESENTA EQUIPA DE F1 (VIDEO) E PROJETA NOVAS PLATAFORMAS NO CLUBE

Tamanho da Fonte
Contraste