ECONOMIA

Reabriu o Museu de Lagos, requalificado com 2,6 M€ de fundos europeus

Um investimento total de 7,2 milhões de euros e uma comparticipação do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) no montante aproximado de 2,6 milhões

Assinalando o Dia do Município reabriu ao público o renovado e requalificado Museu Municipal de Lagos Dr. José Formosinho, após a conclusão das obras de remodelação e modernização do núcleo primitivo, apoiadas pelos Fundos Europeus, através do Programa Operacional Regional CRESC ALGARVE 2020, com cerca de 2,6 Milhões de Euros, anunciou a CCDR Algarve.

Resultante de uma candidatura do Município de Lagos, esta operação encontrava-se prevista no mapeamento dos equipamentos e espaços culturais e enquadrou-se no objetivo da PI 6.3 “Promover a valorização do património cultural e natural, afirmando o Algarve como destino turístico de excelência”, visando a requalificação de um equipamento estruturante para reforçar a qualidade e a diversificação da oferta turística regional, funcionando como mobilizador para a atração de novos públicos para a Região.

Com um investimento total de 7,2 milhões de euros e uma comparticipação do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) no montante aproximado de 2,6 milhões, a intervenção centrou-se nesta fase na remodelação do Núcleo Primitivo do Museu, composto pelas atuais instalações do Museu Municipal Dr. José Formosinho e da Sacristia da Igreja de Santo António (já intervencionada – Monumento Nacional, classificada por decreto n.º 9842, DG, I Série, n.º 137, de

20-06-1924), incluindo o projeto de museografia e estudos complementares.

O Município de Lagos prevê um “aumento do número esperado de visitantes” de 5 mil visitantes por ano.

A intervenção no interior do Museu, igualmente integrada no Plano de Ação de Reabilitação Urbana (PARU) de Lagos, consagra a implementação de novas soluções de museografia e de comunicação para a exposição permanente do Museu Municipal, bem como a conservação e restauro dos seus bens para as exposições permanentes do núcleo primitivo e do novo núcleo dedicado ao espólio de

arqueologia, nomeadamente soluções de museografia e de comunicação, conservação e restauro de bens culturais para a Exposição Permanente e para o Núcleo de Arqueologia.

Conhecer Lagos e a sua história tem agora um novo e qualificado motivo de interesse com a remodelação do Museu Dr. José Formosinho.

PUB
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste